Miguel Tourinho: celebração diária pela vida. Que seu legado permaneça no coração de todos

0
5.143 views

Como explicar a vida? De que forma entender as suas injustiças? As decisões de Deus são coerentes? O que fazer quando elas machucam e dilaceram a alma? Ficamos com um vazio, uma inquietude que nos impedem de seguir em frente.

Há fatos que produzem tais sentimentos. Acordei nesta segunda-feira com a noticia da morte de Miguel Tourinho em um acidente de trânsito na rodovia Santos Dummont. Saiu da residência da sua namorada, em Indaiatuba, em direção a Campinas e um outro carro invadiu o lado em que trafegava. Faleceu na hora. Incompreensível. Devastador.

Tinha 23 anos. Pontepretano doente. Daqueles que renegava a tudo para seguir e acompanhar a “Nega Véia” por onde quer que fosse. Sua força, dinamismo, intensidade eram tamanhas que podemos dizer: era um jogador na arquibancada. Daqueles que marcavam golaços na vida, seja na conduta pessoal ou na relação com os amigos.

Ouvi um amigo próximo e confirmei o que desconfiava: perda irreparável. Incompreensível. Fiquei a manhã inteira em silêncio. Orei a Deus e fiz a perguntas acima no início deste texto. Supliquei para que Ele trouxesse consolo aos pais, parentes e amigos.

Ao apurar informações sobre Miguel Tourinho, meu coração ficou ainda mais ferido. Os relatos vão na direção de que era a alegria em pessoa. Contagiava o clima de churrascos, caravanas, encontros, bate papos com seu espirito otimista, com seu raciocínio rápido. Não agredia ninguém. Não magoava uma alma sequer. Gente que acrescentava. Deixou uma marca.

Neste ano de 2020, em que estamos distantes, tristes e com baixo astral em virtude de uma pandemia que mata e separa por motivos futéis, Miguel Tourinho era a chama de esperança de que o amanhã poderia ser melhor. E era com ele. Uma piada. Um gracejo. Tudo para fazer alguém feliz. Sem querer nada em troca.

Miguel era aquele torcedor que é a razão de existir do nosso trabalho. Porque fiscalizamos o poder para isso: para que pessoas especiais como Miguel Tourinho tenham um motivo para sorrir.

Ele não está mais aqui. Por que? Não tenho a resposta. Somente Deus. E peço que Ele dirija seu bálsamo para que aqueles que hoje estão com suas almas arrebentadas por uma perda tão gigantesca. Descansa em paz, Miguel Tourinho. E que seu legado de alegria jamais seja perdido por aqueles que te amaram.

(Elias Aredes Junior)