domingo , 16 dezembro 2018
Home / Destaque / Regulamento impede transferência de Ricardinho e Rondinelly para clubes da Série B

Regulamento impede transferência de Ricardinho e Rondinelly para clubes da Série B

Umberto Louzer mostrou preocupação com possíveis baixas no elenco do Guarani ao longo da Série B do Campeonato Brasileiro. Além de Bruno Nazário, em fim de contrato de empréstimo e com despedida marcada para 30 de junho, e Lenon emprestado ao Vasco da Gama até dezembro, o treinador citou dois nomes que podem atrair interesse de concorrentes: Ricardinho e Rondinelly.

O bom desempenho da dupla com a camisa alviverde ao longo do primeiro semestre, principalmente na campanha vitoriosa na Série A2 do Campeonato Paulista, é um dos fatores que os colocam na vitrine do mercado. Entretanto, o torcedor bugrino pode ficar tranquilo, haja vista terem realizado mais de sete partidas pelo clube no torneio por pontos corridos – o volante participou das dez primeiras rodadas, enquanto o meio-campista esteve em campo oito vezes.

De acordo com o artigo 7º do capítulo III, previsto no Regulamento Específico de Competições, “um atleta poderá ser transferido de um clube para outro durante o campeonato desde que tenha atuado em um número máximo de seis partidas pelo clube de origem, sendo permitido que cada atleta mude de clube apenas uma vez”, o que impossibilita qualquer negociação com os outros 19 adversários.

Se o Guarani se ampara nas regras para não perder a dupla para oponentes diretos da segunda divisão, a transferência é permitida para clubes das Séries A, C e D. Por razões óbvias, os dois últimos níveis, nesse caso, estão descartados.

Ricardinho e Rondinelly são duas ausências confirmadas para enfrentar o São Bento, nesta quinta-feira, às 21h, no Brinco de Ouro da Princesa. O camisa 7 está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, enquanto o armador  está com incomodo no púbis.

As súmulas de cada jogo podem ser conferidas aqui.

JOGOS DE RICARDINHO: Fortaleza (1), Sampaio Corrêa (2), Atlético-GO (3), Ponte Preta (4), Criciúma (5), Goiás (6), CRB (7), Juventude (8), CSA (9) e Vila Nova (10)

JOGOS DE RONDINELLY: Fortaleza (1), Sampaio Corrêa (2), Atlético-GO (3), Ponte Preta (4), Criciúma (5), Goiás (6), CRB (7) e Juventude (8)

(texto e reportagem: Lucas Rossafa/foto: Letícia Martins – Guarani Press)

Veja Também

Uma pergunta que não quer calar: Abdalla administra para Ponte Preta ou Vanderlei Pereira? Entenda os motivos.

Na atual temporada, a Ponte Preta viveu um constante terremoto político. Sérgio Carnielli entrou em ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *