Waguininho no Guarani: mocinho, vilão ou um reflexo da qualidade técnica da Série B?

0
331 views

Waguininho tem 20 partidas disputadas com a camisa do Guarani e quatro gols anotados. Não é unanimidade. No grupo de discussão do Só Dérbi no Whatsapp ele é pivô de debates acalorados. Alguns enfatizam seus erros e limitação técnica; outros privilegiam seus acertos.

Fico com o segundo grupo.  Quando analisamos futebol cometemos um erro: adotamos de maneira inconsciente como parâmetro de avaliação aquilo que vemos de melhor. Fica impregnado na mente. Se assisto ao Campeonato Inglês a uma Série A de Brasileirão, quero que a qualidade destas competições esteja replicada em torneios de menor quilate técnico. Não é assim.

O que é a Série B? É uma competição calcada em 38 rodadas, com muita marcação e que muitas vezes um centroavante ou atacante com poucos recursos técnicos, mas com força física pode fazer diferença. E com divisão em subgrupos. Para quem deseja buscar o acesso, o perfil de atletas é um; o sossego da zona intermediária requer outro perfil; e quem vai lutar contra o rebaixamento monta um elenco de acordo com outros critérios. O Guarani e sua direção nunca colocaram o acesso como prioridade. Dito isso, Waguininho está dentro daquilo que planejou o clube.

E pense bem. Waguininho, com sua estatura e força física, é fundamental para preencher os espaços pelos lados e por vezes ganhar dos zagueiros na base da volúpia.Ou auxiliar na bola áerea defensiva. Basta dizer que Waguininho tem 1,78 m, enquanto Rafael Costa e Junior Todinho tem 1,71 m. Parece algo minúsculo, mas que os treinadores adotam como critério.

Aliás, o que ocorreu na partida contra o Cuiabá? Quando Waguininho ficava no combate de bola contra os oponentes, mesmo que se atrapalhe, ele impede a montagem de um contra-ataque que pegue a defesa desguarnecida.

Sem contar que recompõe com velocidade aceitável. Isso não pode ser desprezado. Pode aprimorar as conclusões a gol? Concordo. Pode nutrir um poder de decisão mais agudo? Com certeza. Isso não quer dizer que ele não seja útil em outros detalhes do jogo e que formam o quebra cabeça da vitória.

Waguininho é atleta para disputar Série A? Nem de longe. Diante da pobreza técnica da segundona nacional sua presença é bem aceitável. (Elias Aredes Junior)