Dívida da Ponte Preta com a União atinge R$ 9,8 milhões

0
443 views

Dias antes da apresentação do balanço financeiro por parte da diretoria executiva, a Ponte Preta já sabe que precisará conviver com uma nova realidade, que é o crescimento de sua divida  com a União.

De acordo com dados obtidos junto ao portal Dívida Aberta, a Macaca tem hoje um débito total de R$ 9. 840.382,20, o que engloba pendências tributárias e da contribuição previdenciária. Antes de 2020, o clube mantinha seus compromissos em dia ou com nivel de dívida bem baixo.

Na primeira parte, o valor devido é de R$ 4.039.857,30 enquanto que na previdenciária o patamar é de R$ 5.800.524,90.

Nos bastidores, de acordo com apuração do Só Dérbi, que os dirigentes admitiram esperavam uma atitude de perdão por parte do Governo Federal. No entanto, em despacho feito em janeiro deste ano, Presidente da República, Jair Bolsonaro, vetou a possibilidade de suspender a cobrança durante a pandemia, assim como a cobrança de juros e a possibilidade de que os valores destinados a quitar dívidas fossem utilizados para pagamento de funcionários.

Na ocasião, de acordo com o noticiário da época, o mandatário atendeu a um pedido dos ministérios da Economia e Cidadania. Os ministérios alegaram que a proposta não apresentou estimativa de impacto orçamentário e permite a revisão de atos já concluídos.

Em contato com a reportagem do Só Dérbi, a diretoria da Ponte Preta, por intermédio da assessoria de imprensa, informou que “A Ponte Preta está, com base na lei, negociando com a Procuradoria da Fazenda para obter um desconto em juros e correção para fazer os pagamentos – esse desconto varia de 40 a 60%. Clubes como Cruzeiro e Atlético MG já conseguiram este benefício e a expectativa da Ponte, que nunca se utilizou deste recurso até hoje, é conseguir o desconto para acertar estes débitos”, esclareceu o clube.

(Elias Aredes Junior)