Guarani: não basta reforçar. É preciso alterar a característica do elenco

0
340 views

O torcedor do Guarani começa esta segunda-feira em estado de angústia. Quer porque quer reforços imediatos. Urgentes. São 17 pontos, presença na zona do rebaixamento e uma pressão cada vez maior por resultados.

Por enquanto, os nomes confirmados são os de Isaque e Jamerson, que já estão treinando, do zagueiro Lucas Halter, do Athletico-PR, além do interesse escancarado em Waguininho Regis, que está distante. Mas digamos que Rodrigo Pastana efetue a contratação de 10 reforços. Eu digo: isso não será suficiente.

Mais do que reforços, o Guarani terá que promover uma mudança de conceito do elenco. Explico: a montagem anterior feita por Michel Alves tinha concepções falhas.

A saber: muitos zagueiros acima dos 30 anos, volantes com debilidade técnica – talvez apenas Rodrigo Andrade é que se salva- e opções escassas na armação. Existe Giovanni Augusto e mais ninguém. Marcinho? Infelizmente não parece a altura dos desafios da Série B.

Além disso, na prática, Lucão do Break é o único atacante de Referência. Nicolas Careca é mais um assistente de lateral do que um centroavante de ofício.

Entenderam? Não basta apenas reforços. É preciso mudar as caracteristicas do elenco. Viabilizar jogadores que possam alterar o panorama da partida. E mais: juventude. A Série B é um campeonato com muita força física e que prevalece a intensidade. Um time com alta média de idade dificilmente suporta o quadro.

É, não faltam tarefas para Rodrigo Pastana.

(Elias Aredes Junior-foto de Thomaz Marostegan)