Lucca: o caminho e o rumo para permanência da Macaca na Série B

0
301 views

O Maracanã pulsou no último sábado com a despedida de Fred. Ídolo incontestável. Com 199 gols com a camisa do tricolor, duas vezes vencedor do Campeonato Brasileiro e heroi na permanência da equipe na divisão de elite em 2009, o jogador revelado pelo América Mineiro tem nome gravado na história do futebol nacional.

Ídolos conquistam títulos. Ìdolos constróem a história em tempo real. Ídolos viabilizam o surgimento de novos torcedores. É um ativo importante para qualquer clube.

Ídolos são a luz de esperança quando a escuridão permanece. São eles que se constituem em âncora para viabilizar aquilo que à primeira vista parece impossivel. Quando nossos olhos estão sobre o futebol campineiro, algo fica patente: o torcedor pontepretano só não desistiu do seu time por causa da sua paixão e pela presença de Lucca no gramado.

Pense bem. Não faltam motivos para o torcedor pontepretano largar de vez.

Para começar, a qualidade do elenco, que deixa muito a desejar; o estilo centralizador do presidente Marco Antonio Eberlin que se recusa a aceitar plenamente os preceitos do futebol moderno, como a adoção de um executivo de futebol; resultados decepcionantes em casa contra Londrina e Novorizontino; a briga política que parece não ter fim nas redes sociais. Ou seja, a Ponte Preta parece  destruída a ceu aberto. Dia após após. Semana após semana. E mesmo fora da zona do rebaixamento, não há qualquer motivo que assegure que a permanência será sacramentada. O time é fraco.

 Lucca tenta subverter as estatisticas. Lucca encarna a camisa pontepretana como se fosse um torcedor pontepretano. Tanto que seus dois últimos gols são aquilo que o torcedor gosta: raça, entrega, dedicação, acreditar até o ultimo minuto e jamais desistir.

Suas declarações também são um alento. Lucca não quer profissionais. Quer torcedores dentro do jogo. Quer atletas obstinados e que não tenham o espirito arrefecido na prímeira dificuldade.

Lucca teve uma lesão séria e ficou fora das quatro participas derradeiras da equipe no Campeonato Paulista. Coincidência ou não, a Ponte Preta foi rebaixada. Que ele permaneça em campo até a 38ª rodada. Se isso acontecer, a possibilidade de permanência cresce de maneira grandiosa.

(Elias Aredes Junior com foto de Álvaro Junior)