quarta-feira , 26 julho 2017
Home / Guarani / Após 14 rodadas, liderança bugrina tem cheiro de acesso. E pode melhorar!

Após 14 rodadas, liderança bugrina tem cheiro de acesso. E pode melhorar!

Após 14 rodadas, o Guarani é líder da Série B do Brasileirão, ultrapassou as próprias expectativas da torcida e do técnico Vadão e tentará confirmar sua boa fase amanhã, terça-feira, diante do Ceará, no estádio Brinco de Ouro.

O que pouca gente sabe é que essa dianteira poderia ser com uma pontuação ainda mais robusta. Levantamento realizado pela reportagem do Só Derbi desde a primeira edição da segundona por pontos corridos, em 2006, demonstra que a performance do Alviverde campineiro só é superior ao do Avaí, que em 2006 tinha os mesmos 26 pontos mas tinha uma vitória a menos que o time bugrino.

A pesquisa exibe lideranças com melhor aproveitamento como o Criciuma, que em 2012, após 14 rodadas tinha 35 pontos, idêntica performance obtida pela Chapecoense no ano seguinte.

Além disso, o Guarani é historicamente o líder com maior economia ofensiva pois fez 17 gols em 12 gols. Com 36 gols em 14 jogos em 2012, o Criciúma é o time com melhor desempenho no mesmo recorte do campeonato. A boa notícia é que somente em três oportunidades o líder na décima quarta rodada não obteve o acesso.

Confira a relação:

 

Ano     Time                Pts       vitórias            Gols Pró         Gols Contra    Acesso

2006    Avaí                       26        7                      13                         7                      Não

2007    Criciúma              32        10                      20                    14                    Não

2008    Corinthians   31        9                      30                    11                    Sim

2009    Atlético-GO   29        9                      30                    17                    Sim

2010    Coritiba          30        9                      22                    14                    Sim

2011    Portuguesa   30        9                      33                    13                    Sim

2012    Criciúma        35        11                    36                    21                    Sim

2013    Chape             35        11                    32                    12                    Sim

2014    Ceará                  28        8                      26                        20                    Não

2015    Botafogo       28        8                    23                      9                      Sim

2016    Vasco             28        9                     24                    15                    Sim

2017    Guarani           26          8                        17                    12                    ???

(texto e reportagem: Elias Aredes Junior)

Veja Também

WhatsApp-Image-2017-07-25-at-12.50.18-4-e1501003149271

Bruno Mendes tenta recomeço no Guarani e afirma ter amadurecido em campo

O Guarani apresentou na manhã desta terça-feira o atacante Bruno Mendes, de 22 anos. O ...

4 Comentários

  1. Leandro Santos fez boa partida em MG,mas não passa segurança.Jussani compromete quando tenta sair jogando como Baresi. Acredito que com Vagner e Páscoa e o ataque com Eliandro, Nazário e Rafael Silva a família bugrina poderá pensar em acesso. Esta em suas mãos Vadão.

  2. Estatísticas… Não ligo para isto quando usam estes dados como indícios de sucesso futuro, pois como a própria matéria indica, em 3 oportunidades o time líder não obteve o acesso. O Guarani tem que mirar se manter na Série B primeiro, o Guarani INSTITUIÇÃO precisa, em primeiro lugar, a permanência, depois vamos pensar em acesso. Vamos curtir as pequenas vitórias, passo a passo para a reconstrução deste gigante adormecido do futebol brasileiro. Se a reconstrução vier com acesso já neste ano, melhor ainda!!!

  3. Eric AAPP, a estatística ajuda a visualizar as probabilidades, mas não é algo 100% certo. Lembra-se do Fluminense em 2009? Pois é, o problema é que interpretam os números como algo certo, mas os números não afirmam que não cai e, sim, a possibilidade disto ocorrer, e não que seja impossível. O mesmo posso dizer do Guarani em 2012, estava mais de 10 pontos a frente do último da zona do rebaixamento (e isto já no segundo turno), e uma sucessão de derrotas fez o time adentrar na zona de rebaixamento pela primeira vez… na última rodada. O bom deste time é os “pés no chão”, o jogo-a-jogo, um por vez. Está indo no rumo certo e, como eu disse ainda na terceira rodada após a vitória contra o Figueirense, se mantiver esta pegada, brigaremos lá em cima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *