terça-feira , 21 agosto 2018
Home / Destaque / Arquibancada: Guarani e o infortúnio do gol no último minuto

Arquibancada: Guarani e o infortúnio do gol no último minuto

Mais uma vez, a história se repete e o Guarani leva um gol no último minuto do jogo contra o Vila Nova, que resultou no empate de 1 a 1. Agora, a falha custou pontos preciosos que o colocariam próximo do G4.

Apesar de não ter apresentado um futebol muito bonito, o Bugre saiu ganhando, mas a péssima arbitragem marcou um pênalti inexistente de Caíque. O segundo tempo teve um acréscimo de cinco minutos, enquanto o primeiro, que contou com paralisações para atendimento médico, teve apenas três, além da não marcação de um pênalti para o Bugre. A arbitragem brasileira é péssima, e na Série B ela chega a ser vergonhosa.

O belíssimo gol de fora da área, responsável por abrir o placar a favor do Alviverde, foi descrito por Amoroso, em seu twitter como “uma pintura”. E de fato foi! Ricardinho merece uma análise inteira apenas sobre ele. Um jogador que vem marcando sua passagem no Guarani com muito futebol, muita raça, pouco papo e nenhum estrelismo Infelizmente, devido a um cartão amarelo nessa partida, ele não joga contra o São Bento, em casa, na quinta-feira, dia 15.

Embora a arbitragem tenha sido um empecilho, não leva toda a culpa do jogo truncado. Vemos nas redes sociais muitos bugrinos insatisfeitos com o trabalho do técnico Umberto Louzer. Contudo, o Guarani apresenta um elenco muito limitado. Acredito que todas as partes envolvidas tenham sua parcela de culpa.

(análise: Flávia Vasconcelos/foto: Letícia Martins – Guarani Press)

Veja Também

Vencer o Londrina e secar os rivais: o caminho da Ponte para chegar ao dérbi no G4

O O dérbi com o Guarani é no sábado, mas é fundamental para a Ponte ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *