segunda-feira , 21 Maio 2018
Home / Destaque / Calendário da CBF prejudica rendimento da Ponte Preta na temporada

Calendário da CBF prejudica rendimento da Ponte Preta na temporada

Descansar, folgar, relaxar, tranquilizar. Seja lá qual for o verbo, ele tem sido pouco conjugado entre jogadores e comissão técnica da Ponte Preta em 2018. Isso porque, em quatro meses de temporada, o elenco alvinegro só teve três semanas cheias de trabalho entre compromissos oficiais por Campeonato Paulista, Copa do Brasil e Série B do Campeonato Brasileiro.

A maior parte do período tem sido reservado atividades regenerativas, treinamentos leves, viagens desgastantes e pouco tempo para trabalhar a questão tática. É desta forma que Doriva tem lidado com a atual rotina. Afinal, o treinador tem priorizado ajustes na base da conversa e torcido para que o resultado possa vir mais na base da superação do que propriamente na técnica e na construção de jogadas trabalhadas.

A folga no calendário aconteceu antes do empate com o Novorizontino (1 a 1), da vitória diante do Náutico (3 a 0) e da derrota para o Londrina (1 a 0). A curiosidade é que os jogos citados aconteceram no Estádio Moisés Lucarelli.

Após empatar com o Vila Nova em Goiânia no domingo, o plantel da Macaca tem quatro dias de treinamento até enfrentar o Atlético-GO, no sábado, às 16h30, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. O time campineiro busca os três pontos diante do Dragão para colar no G4 da competição por pontos corridos – por enquanto, ocupa o 10º lugar com sete pontos.

(texto e reportagem: Lucas Rossafa/foto: Fábio Leoni – Ponte Press)

Veja Também

A escolha do Guarani: trabalho de longo prazo ou a inconsequência da troca de treinador?

O futebol tem memória curta. Tudo é esquecido em segundos. O empate no Serra Dourada ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *