Eduardo Baptista defende legado construído pela Ponte Preta na temporada

0
385 views

A derrota para o Sport e a manutenção dos 45 pontos e da décima colocação não fazem com que o técnico da Ponte Preta, Eduardo Baptista, perder de vista que frutos positivos devem ser exaltados na atual campanha no Campeonato Brasileiro. “A equipe da Ponte Preta tinha como propósito, quando cheguei em maio, a manutenção na primeira divisão. Conseguimos isso com sete rodadas para o término da competição”, afirmou o treinador.

Ele disse que um dos aspectos que não podem ser ignorados é a disparidade de distribuição de renda no futebol brasileiro.

Hoje, a Alvinegra recebe R$ 28 milhões enquanto Flamengo e Corinthians levam R$ 170 milhões cada um. “Sabemos que temos dificuldade Termos que nos vangloriar disso. Temos R$ 1.800,000,00 de receita (folha de pagamento), contra um time como o Sport que tem R$ 4 milhões”, afirmou o técnico da Alvinegra. “A equipe luta, quer chegar, jogar bem, mas falta um algo mais para transformar isso em vitória fora de casa. Com planejamento para o ano que vem, tentaremos ajustar esses detalhes”, completou.

Para aplacar a fúria da torcida pontepretana, Baptista admite a necessidade de buscar a reabilitação para a próxima partida da Macaca, no Majestoso diante do Santos. “É fundamental voltar a vencer em casa, com a nossa torcida e no final ver onde chegaremos. Trabalhamos com os pés no chão e sabemos das nossas dificuldades. Em nenhum momento deixamos de jogar e vamos procurar estarmos bem qualificados dentro do campeonato”, arrematou.

(texto: Elias Aredes Junior)