Especial: quanto Vanderlei Pereira investiu e recebeu da Ponte Preta nesta década

1
612 views

Todos os anos em que é divulgado o balanço financeiro da Ponte Preta, a expectativa fica em torno do aumento ou não da dívida com o presidente Sérgio Carnielli. Tanto a torcida como Conselheiros esquecem do papel do ex-presidente Vanderlei Pereira.

Ele não investe o mesmo momento do empresário e ex-proprietário da Tecnol, mas também colocou dinheiro do próprio bolso e teve reembolsos como demonstram alguns balanços publicados nesta década e pesquisados pelo Só Dérbi.

Quando a atual década foi aberta, Vanderlei Pereira, que atuava como diretor financeiro de Sérgio Carnielli tinha colocado no clube R$ 1708.627, quantia que não foi modificada nos balanços referentes aos anos de 2012 e 2013, ano em que a Ponte Preta foi rebaixada no Brasileirão.

O quadro foi alterado em 2014. Pereira investiu R$ 795.752 e ajudou a equipe a pagar suas contas e chegar a divisão de elite do campeonato nacional. O lado negativo é que a Ponte Preta ficou com um passivo de R$ 2.504.379. A dívida foi voltou a aparecer no balanço encerrado no dia 31 de dezembro de 2016 e a Macaca devia ao empresário R$ 1.226.627. Ao se pegar os dados, Vanderlei Pereira recebeu de volta da Macaca em dois anos o valor de R$ 1.227.752.

Nova redução foi verificada em 2017, quando a Ponte Preta pagou R$ 135.159 para Vanderlei Pereira. O montante ficou em R$ 1.117.907.

A roda viva não parava. Em 31 de dezembro de 2019, a dívida com o atual integrante do colegiado de futebol subiu para R$ 1369.029. Ou seja, ele colocou mais R$ 251.122.

A reportagem do Só Dérbi entrou em contato com a diretoria financeira, comandada por  Décio Sirbone Junior e que esclareceu por intermédio da sua assessoria de imprensa que a “Ponte Preta tem condições de pagar todas as dividas, mas o foco no momento é no pagamento  de salários”, afirmou. O setor esclareceu que as dividas mais longas só serão definidas após o Conselho Deliberativo analisar e deliberar sobre o plano de pagamento.

(texto e reportagem: Elias Aredes Junior)

1 Comentário

  1. Ponte Preta , pra esses caras é a mina de ouro.
    Aliás futebol é o meio mais sujo que existe, qualquer empresa que deve o valor que esses clubes demonstram financeiramente , já estariam todas fechadas.
    A quem interessa manter o futebol funcionando? A meia dúzia de presidentes, conselheiros, jogadores pagos com salários irreais ( dinheiro não declarado), imprensa, entre elas globo lixo, e empresários que nada produzem, ou seja só negociatas.
    A sociedade de bem está se lixando para futebol, aliás se os clubes pagassem as dividas com o governo, mas é pedir demais para essa cambada.