Guarani: hora de encarar a realidade e entender o quadro. Senão, é caos à vista!

13
1.591 views

O técnico Oswaldo Alvarez entra na semana decisiva de preparação para a Série B do Campeonato Brasileiro. Torce pela inscrição dos reforços para que estejam disponíveis para o duelo contra o Brasil de Pelotas, sábado, às 20h30, no estádio Brinco de Ouro. Caso contrário, o jeito será apelar aos atletas componentes da base na Série A-2 do Paulista. E que não eram grande coisa, diga-se de passagem.

Talvez este não seja o principal problema e sim quanto a expectativa formulada pela torcida. Compreendo a angústia do bugrino de encontrar-se há seis anos longe da divisão de elite do futebol nacional e desde 2013 sem visitar o olimpo do futebol paulista.

A angústia teria embasamento se a estadia fosse acompanhada de um clube de cofres cheios e estrutura de primeiro mundo. Esqueça. Isto não é a realidade. No máximo, o que foi feito nos últimos anos foram remendos, nunca uma mudança estrutural para valer. O resultado final é que hoje, cinco dias antes de sua estreia no Brasileirão, o Alviverde tem um gramado no máximo razoável, um Centro de Treinamento em condições inadequadas em comparação aos concorrentes e recursos escassos, devido ao bloqueio das cotas de televisão.

Como pensar em acesso ou conquista de Campeonato diante de um quadro calamitoso? Não dá confiar eternamente no talento de Vadão para tirar leite de pedra e formatar times competitivos. Especialmente diante da nova distribuição de dinheiro que deixa alguns times em situação melhor do que outros.

Nos 17 jogos restantes marcados para o Brinco de Ouro, o torcedor deverá vestir a camisa e entender que fará parte de um projeto de reconstrução, e por vezes até com jogadores limitados.

Uma ideia formulada aos poucos, tijolo por tijolo e que não pode passar por ufanismo, manipulação ou alienação. Passa por encarar a realidade e buscar aquilo que é factível, ou seja, a conquista de 45 ou 46 pontos e a posterior manutenção na segundona de 2018 e um automático acréscimo na cota de televisão. Lógico, desde que não tenha qualquer entrave judicial. Fora deste cenário, é querer dar o passo maior do que a perna, é associar-se com a soberba e a empáfia. Humildade e pé no chão. O craque para ser contratado pelo Guarani nas 38 rodadas do torneio nacional. Fora disso, é sonhar com o desastre.

(análise feita por Elias Aredes Junior)

13 Comentários

  1. Adoro comentários … temerosos !!!!!

    Não temos medo de títulos !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Nós sabemos montar times !!!!

    Fiquem tranquilos, não necessita de muito dinheiro não !!!!

    A torcida carrega !!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Vamos subir bugreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. O GUARANI F C É O ÚNICO CAMPEÃO DESTA CIDADE !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    FUTEBOL !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. O GUARANI F C É O ÚNICO CAMPEÃO DESTA CIDADE !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    FUTEBOL !!!!!!

  4. Elias, acredito que o bugrino, sabedor das dificuldades financeiras na qual o clube passa, se apega ao retrospecto dos últimos anos. Esse é o lado passional do torcedor e não pode ser contestado. Fica na memória as boas campanhas do Vadão no comando do bugre.

    O lado racional todo mundo sabe que será uma batalha este campeonato e o Guarani vai encontrar muitas dificuldades, pois o time ficou 4 anos disputando uma competição bem inferior que é a série C.

    Remontar o time de última hora não é bom, porém inevitável. O Vadão está montando um time do seu gosto, com a sua cara, dentro da realidade. Não está pegando um time pronto.

    Não podemos pensar em lutar para não cair. Temos que pensar em fazer um bom campeonato e pensar que algumas apostas podem vingar nas mãos do Vadão.

  5. Mudando um pouco de assunto, assisti a final entre Internacional e Novo Hamburgo. Julio Santos, ex-zagueiro do São Paulo, já havia feito um bom campeonato na A-2 no paulista pelo Batatais, e nessa final do ga[ucho foi muito bem.

    Aliás o time do Novo Hamburgo, uma equipe montada com jogadores experientes (Preto, Julio Santos, João Paulo, etc) teve todos os méritos em ser campeão e tirar simplesmente 2 campeões mundiais nas finais

    Julio Santos, zagueiro experiente, poderia ser um bom reforço para o Guarani. Acredito que seja este setor que ainda carece de um jogador experiente.

  6. LEONARDO, COM A DEVIDA VÊNIA, DISCORDO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    SÉRIE C, A2 DO PAULISTA E SÉRIE B TUDO IGUAL !!!!!!!!!!!!

    O FUTEBOL BRASILEIRO ESTÁ NIVELADO POR BAIXO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    BASTA PREPARO FÍSICO, BOA VARIAÇÃO TÁTICA E ESTUDAR MUITO O TIME ADVERSÁRIO !!!

    VOCÊ IGUALA TUDO !!!!

  7. É HORA DE ENCARAR A REALIDADE:

    O ÚNICO TIME DE FUTEBOL CAMPEÃO EM CAMPINAS É O GUARANI FUTEBOL CLUBE.

    REALIDADE DURA E CRUA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!