Jogadores terão aula sobre a história da Ponte Preta. E não ficam nem um pouco corados de vergonha

12
994 views

Em algumas ocasiões, eu tenho dificuldades em compreender e entender as medidas tomadas. O técnico disse que o período de pré-temporada será utilizado para os jogadores conhecerem o terreno em que estão pisando. “Em primeiro lugar ela dá condições de fazer um trabalho voltado especificamente pra o futebol o tempo todo, são dez dias em que todos estão num mesmo ambiente, focados só nisso. Também faremos para eles várias palestras, inclusive uma delas sobre a história da Ponte Preta, o atleta precisa começar a entender a camisa que ele vai representar”, afirmou o técnico em entrevista no site oficial do clube.

Não vou criticar a iniciativa da diretoria. É função zelar pela história da agremiação. Aliás, uma trajetória da qual o torcedor tem muito do que se orgulhar.

Agora, estamos no século 21. Internet, informações propagadas em altíssima velocidade e acesso ao conhecimento. Não há barreiras. Os jogadores de futebol vivem com um celular na mão. Troca de mensagens no Whatsapp, postagens no instagram.

Não é incrível o atleta ter desconhecimento do local em que trabalha? Eu diria que é inadmissível. Seria o mesmo que um jornalista desconhecer totalmente a história da Rede Globo, do jornal O Estado de S. Paulo, Lance!, entre outros veículos.

Fato é que os jogadores de futebol do Brasil, salvo algumas exceções, precisam amadurecer. Porque quem é maduro sabe de suas responsabilidade e não foge delas. Possuem interesse genuíno pelo oficio. Não só por aquilo que acontece no gramado mas por aquilo que envolve o esporte. Eu como jogador, na mesma situação, certamente ficaria corado de vergonha.

(Elias Aredes Junior)

12 Comentários

  1. Se fosse assim ninguem precisaria ir a escola, escutar de alguém que fez parte e vive o clube é diferente do que se pesquisa, esta iniciativa é muita válda, todos devemos conhecer e ter orgulho daquilo que fazemos e de qual camisa vestimos, são os verdadeiros profissionais.

    • Jogadores são muito bem remunerados. Não só para jogar. Mas para ficar antenado. Conhecer a história do clube em que trabalha é o minimo…Desculpe, o Brasil normalizou e enaltece a ignorância. PS: a diretoria faz certo. JHá que jogador é alienado então que a instituição faça sua parte

    • então…o clube só tá está fazendo o curso porque eles não sabem onde estão…se eles soubessem, se estivessem antenados não precisaria fazer o curso. O clube gasta tempo e dinheiro porque a ignorancia reina no futebol. E a galera bate palma.
      Ps: não precisava ser grosso na resposta. Dispensável.

  2. Qual o problema disso? Vc sabe o formato quem irão mostrar a historia do clube? As vezes a forma de contar uma história pode mudar a visão de muitos, vc ler na internet é uma coisa, agora ser contata, ouvir relatos de pessoas que fizeram parte da historia e outra coisa, acho q foi infeliz e corneteiro nessa materia!!

  3. Elias, a iniciativa é muita válida, os jogadores precisam ouvir uma palestra sim dos jogadores revelados, dos grandes jogos, da atitude de um jogador de sucesso na Ponte

  4. Elias, qualquer profissional de qualquer ramo de atividade, necessita conhecer a empresa onde trabalha, e tem coisas, que a internet não leva para vc, MOTIVAÇÃO é uma delas e se fazerem uma palestra voltada a historia do clube mas sendo direcionada aos jogadores, acredito que seja muito valido, sim.

    Obs: Jogadores vivem o tempo todo com o celular na mão, mas 90% do tempo em redes sociais, nada que agregue para conhecimento, salvo algumas exceções.

  5. Elias, desculpe, mas com raríssimas exceções (Ceni, Marcos, Fumagalli) nenhum atleta tem mais identidade com qualquer clube, na verdade pra eles tanto faz jogar na Ponte, SEV Hortolândia, Itapirense, Palmeiras ou Flamengo, clubes nacionais são apenas estágio pra algum empresário o negociar com um clube europeu. A obsessão de todo jovem de um sub qualquer coisa é jogar na Europa e a maior tara deles é o Barcelona.

Deixe Um Comentário