Náutico 1 x 1 Guarani: poderia ser melhor? Sim. Mas o ponto conquistado pode ser importante

0
267 views

Não faltou disposição e vontade de aproveitar-se da vantagem proporcionada pela expulsão do jogador do Náutico, mas as duas equipes não saíram de um empate por 1 a 1 em jogo realizado na tarde deste sábado, dia 04 de setembro, e válido pela Série B do Campeonato Brasileiro. O resultado deixou o time campineiro com 34 pontos. O próximo desafio será nesta terça-feira, às 16h, contra o CSA, no Brinco de Ouro.

Daniel Paulista apostou na manutenção de Andrigo no meio-campo e no volume de jogo proporicionado por Bruno Sávio para surpreender o Timbu. Mas algo não sai da maneira planejada.  O camisa 11 errava muitos passes e Julio César precisava se desdobrar para arrematar a gol.

Não faltava vontade para Rodrigo Andrade em fazer a transição ofensiva e chegar em condições de arrematar. O principal obstáculo era a própria marcação do Náutico, em que todos participavam como Yago Dias, que impedia os avanços do lateral-direito. O roteiro parecia querer mudar aos 41min, quando Iago Dias foi expulso após enviar insultos a equipe de arbitragem.

O roteiro iria mudar? Ledo engano. Aos 45min, Giovanny arrancou da zona defensiva do Náutico e lançou para Jean Carlos, rápido no domínio e no arremate fatal. Após o gol de Matheus Ludke ter sido anulado, em virtude de Bruno Sávio encontrar-se em posição irregular, a tensão prevaleceu.

O segundo tempo mostrou um Guarani disposto e explorar as jogadas pelo lado. Tentou uma vez quando Lucão do Break que desperdiçou o cruzamento de Júlio César. Aos 09min, não teve perdão: Júlio César cruzou e Bruno Sávio meteu a cabeça para deixar tudo igual.

A partir da entrada de Régis no lugar Rodrigo Andrade o que se viu foi um cerco contra a defesa do Náutico, com muitos chutes de média e longa distância. No final, o empate deu um refresco para quem busca o acesso, apesar das debilidades do oponente.

(Elias Aredes Junior-Foto com Thomaz Marostegan-Guarani F.C)