Ponte Preta 1 x 1 Ituano: sem confiança para atuar com bom futebol nos 90 minutos. Até quando?

2
1.070 views

Novamente acometida pela irregularidade técnica e tática nos 90 minutos, a Ponte Preta não saiu de um empate por 1 a 1 com o Ituano, em jogo realizado neste domingo é válido pelo Campeonato Paulista. O resultado deixou a Alvinegra com 10 pontos no grupo A, mas distante cinco pontos do segundo colocado, o Red Bull. O próximo desafio será na segunda-feira, dia 04, contra o Botafogo de Ribeirão Preto, novamente em Campinas.

Após uma semana de treinamentos, o técnico Jorginho tentou centralizar as ações de armação em torno de Matheus Vargas, enquanto Gerson Magrão ficou preocupado mais em resguardar o sistema defensivo. Com essa configuração, o time pressionou, criou oportunidades e chegou ao gol aos 34 min. Hugo Cabral deu passe para Matheus Vargas na entrada da área e bateu colocado. Golaço.

O Ituano queria uma reação rápida e quase empatou aos 41min, em chute de Jonas e defendido por Ivan.

Veio o segundo tempo e o Ituano atirou-se ao campo ofensivo. A Macaca bobeou e tomou o empate aos 06min. Morato encheu o pé, Ivan bateu roupa e o rebote ficou nos pés de Martinelli, que deixou tudo igual.

Aos poucos, a Ponte Preta perdeu rendimento e dava chance para o adversário ameaçar, especialmente nas viradas de jogo e que só não eram bem sucedidas pela afobação dos atacantes do Ituano.

Jorginho não foi omisso. Apostou em Marlyson, Lincoln e Matheus Oliveira para incrementar o setor ofensivo. Apesar da volúpia e da determinação, a Macaca não furou o bloqueio e amargou um empate em pleno Majestoso, e que deixa a classificação cada vez mais distante. Motivo para as vaias ao final do jogo. (Elias Aredes Junior com fotos de Álvaro Junior\Pontepress)

 

FICHA DO JOGO

PONTE PRETA

Ivan;Luis Ricardo, Reginaldo, Renan Fonseca e Diego Renan;Edson (Lyncoln), Tiago Real, Gerson Magrão e Matheus Vargas; Thalles (Marlyson) e Hugo Cabral (Matheus Oliveira). Técnico: Jorginho

ITUANO

Pegorari; Jonas,Léo,Ricardo Silva e Salomão; Marcos Serrato (Bassani), Baralhas e Corrêa; Morato (Marcelinho), Martinelli e Gui Mendes (Ramon). Técnico: Vinícius Bergantin

 

Gols: Matheus Vargas aos 34min do primeiro tempo; Martinelli aos aos 06min do segundo tempo.

Público: 2681

Renda: R$ 47545

Cartões Amarelos: Ivan, Edson, Gerson Magrão, Matheus Vargas, Ricardo Silva, Salomão,Correa, Baralhas, Morato

Juiz: Salim Fende Chavez

Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas

2 Comentários

  1. Não culpo Jorginho… o time montado é fraco demais… já está na hora do barbaroti fazer as malas de Campinas… chega… não dá um entrevista…. só contratação de empresário e por muito menos o Gustavo Bueno já estaria demitido… algo de estranho é suspeito no ar com a chegada desse “executivo” de futebol… não adianta… chega e amadorismo… Instagram a ponte só deleta o comentário do torcedores…. cada vez mais com essas atitudes a torcida se afasta do estádio… sem planejamento com diretoria duvidosa…. alguém tá levando vantagem com essa situação!!! E nós torcedores seguimos sem a menor vontade de comparecer ao estádio…

    FORA BARBAROTI E TODA DORETORIA