quarta-feira , 26 julho 2017
Home / Destaque / Ainda sem patrocinador master, Guarani tem aval empresarial por Bruno Mendes

Ainda sem patrocinador master, Guarani tem aval empresarial por Bruno Mendes

O presidente do Guarani, Palmeron Mendes Filho, prometeu um patrocinador master aos torcedores até o dia 15 de julho, mas o prazo expirou e as negociações seguem difíceis. Porém, a direção bugrina conseguiu o aval do empresário Roberto Graziano, da Magnum, para sustentar o orçamento da equipe e ajudar nas finanças como ocorreu no ano passado. Alias, o aporte empresarial é a grande aposta do Guarani para concretizar a contratação do atacante Bruno Mendes na próxima semana.

O jogador de 22 anos foi revelado pelo próprio Vadão em 2012 no Brinco de Ouro. Ainda jogou com as camisas do Botafogo, Atlético-PR e Avaí até chegar ao futebol português para atuar no Vitórias de Guimarães. Sem render o esperado, foi rebaixado para o time reserva e não teve o vínculo estendido com o time europeu. Manifestou seu interesse em voltar há mais de um mês e desde então os times negociam – como informado pela equipe do Só Dérbi.

Bruno Mendes pediu um salário alto e acima dos padrões que o Guarani tem colocado à disposição do atual elenco. Por isso, a equipe necessitou buscar parceiros para fortalecer o elenco após a saída de Samudio para o futebol turco e a lesão de Eliandro. Mendes é aguardado até a próxima quarta-feira para realizar exames médicos e ser confirmado oficialmente como mais um reforço para o time que lidera a Série B. Além dele, Rentería já está apalavrado e também deve estar à disposição de Vadão em breve.

Quanto ao patrocinador, Palmeron afirmou há duas semanas que tem três propostas em mesa, mas que espera fechar o melhor negócio para o clube. Após o Guarani assumir a liderança, a direção pediu uma valorização da marca e adiou algumas propostas consideradas ‘abaixo’ da marca do campeão brasileiro de 78. Já na metade do ano, os diretores querem resolver a pendência e buscam rápidas soluções. Enquanto isso, mesmo com protestos de torcedores e o contrato não cumprido em alguns artigos, a Topper deve seguir como distribuidora de material esportivo.

(texto e reportagem: Júlio Nascimento)

Veja Também

WhatsApp-Image-2017-07-25-at-12.50.18-4-e1501003149271

Bruno Mendes tenta recomeço no Guarani e afirma ter amadurecido em campo

O Guarani apresentou na manhã desta terça-feira o atacante Bruno Mendes, de 22 anos. O ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *