Análise: Volta de Junior Todinho ao Guarani reafirma continuidade do trabalho de Thiago Carpini

0
1.133 views

Pode dar tudo errado. O fantasma do rebaixamento da Série B  aparecer e o rendimento cair de ponta a cabeça. É do jogo. Natural. Mas se este Só Dérbi sempre pregou a estabilidade de trabalho para visualizar perspectiva de bons resultados em todas as equipes que disputam a fórmula de pontos, temos que ser coerentes em relação ao Guarani.

Em relação a sua própria capacidade financeira e as condições de trabalho colocadas, dá para apostar que com o repatriamento de Junior Todinho, o Alviverde pode sonhar com vôos altos no Paulistão e tem tudo para passar longe de qualquer risco de sufoco na Série B.

Sejamos objetivos: se compararmos com aquilo que existia a disposição no ano passado, o técnico Thiago Carpini ainda tem á disposição o goleiro Jefferson Paulino, o zagueiro Bruno Silva, o lateral esquerdo Bidu e o armador Artur Rezende.  Não podemos esquecer os volantes Deivid o Ricardinho e o armador Lucas Crispim, que também estão inseridos desde o começo.

Queiramos ou não, é uma equipe base. Pegue este alicerce e agora acrescente Junior Todinho, Rafael Costa e outros menos cotados. Ou seja, o Guarani tem uma linha de trabalho. Uma filosofia e um jeito de jogar. E com os mesmos jogadores.

E que não é de hoje. Ou seja, o treinador bugrino pode queimar etapas no trabalho, treinar novas variações táticas e explorar todo o potencial da equipe. Por que? Porque conhece os jogadores há muito tempo e boa parte do elenco já sabe o que ele gosta e aprecia.

Se levarmos em conta que o Guarani conta com uma infra-estrutura deficiente, é acompanhado de perto pela Justiça do Trabalho e tem o orçamento contado, viabilizar estabilidade para a comissão técnica é quase flertar com o milagre.

(Elias Aredes Junior)