Apesar de domínio total no segundo tempo, Guarani não sai de empate com Portuguesa

0
703 views

Apesar do segundo tempo de boa qualidade, o Guarani pagou o preço de ter sido envolvido na etapa inicial e ficou apenas no empate com a Portuguesa por 1 a 1, em duelo realizado na manhã deste domingo, no estádio Brinco de Ouro, válido pela Série A-2 do Campeonato Paulista. O imprevisto não foi suficiente para tirar o Alviverde do grupo de classificação, já que está na quarta posição com 27 pontos e ganha do Bragantino nos critérios de desempate. O próximo desafio será na quarta-feira, as 16h, contra o Mogi Mirim, na casa do adversário. Na oportunidade, o técnico Vadão não terá Auremir, suspenso.

Estevam Soares tinha consciência do poderio ofensivo do Guarani. Tratou de anular. Seu plano consistia em duas partes. No lado esquerdo, uma marcação ferrenha em cima de Dênis Neves e com isso fazer com que a bola ficasse  nos pés de Uéderson, com força na marcação e limitações na construção de jogadas. Em contrapartida, colocou Luizinho nas costas de Lenon e intensificou o cerco no meio-campo e impedia a progressão de Bruno Nazário ou as aparições de Fumagalli.

Deu certo. O Guarani ficou previsível, lento e sem alternativas. Aos 20min, a consumação da estratégia: Luizinho recebeu e acionou Thiago Feltri que fez o cruzamento para o chute de primeira de Bruno Duarte, autor de golaço.

Movimentação de Eliandro pelas pontas e de Bruno Nazário nas proximidades da área era a prova cabal de que o Alviverde encontrava-se cercado. Um lampejo surgiu aos 39min, por intermédio de chute de fora da área de Fumagalli e defendido por Ricardo Berna. Outra  saída era contar com a bola parada, acionado por duas vezes por intermédio de faltas cobradas por Fumagalli e nas duas defendidas pelo goleiro Ricardo Berna.

O segundo tempo apareceu e a pressão do Guarani ficou insuportável, com várias oportunidades criadas e o goleiro Ricardo Berna sendo a principal figura da Portuguesa no gramado. Entretanto, tanto Bruno Nazário como Eliandro não tinham a liberdade de jogos anteriores e aos 11min a principal chance surgiu com Uéderson, autor de chute perigoso e que bateu no lado externo da rede.

Com o passar do tempo, o Guarani passou a dominar totalmente as ações e a melhoria do índice de rebotes, as chances da Portuguesa praticamente desapareceram. Duro era constatar que tal cenário não se traduzia em igualdade no placar. Aos 41min, após confusão na área, Lorran dominou em boas condições e perdeu a chance e no minuto seguinte Marcinho arriscou de longe e viu Ricardo Berna defender. Aos 45min, o lance capital: Bruno Nazário faz jogada individual dentro da área e Amaral toca com a mão dentro da área. Na cobrança do pênalti, Fumagalli decretou o empate.

 

FICHA DO JOGO

GUARANI: Leandro Santos, Lenon, Genilson, Diego Jussani e Denis Neves(Renato);

Auremir (Marcinho), Evandro, Bruno Nazário, Fumagalli e Uenderson (Lorran); Eliandro Técnico: Vadão

 

PORTUGUESA: Ricardo Berna; Amaral, Vinicius Gouveia, Everton e Thiago Feltri; Dinho, Tárik (Ronaldo), Bruno Duarte(Bruno Santos) e Leandro Domingues; Luizinho(Bruno Oliveira) e Adilson. Técnico: Estevam Soares

 

Gols: Bruno Duarte aos 20min do primeiro tempo; Fumagalli aos 47 minutos do segundo tempo;

Renda: R$ 105771

Público:12.067

Cartões Amarelos: Tárik, Auremir

Juiz: Raphael Klaus:

Local: Estádio Brinco de Ouro, em Campinas