terça-feira , 22 janeiro 2019
Home / Destaque / Dirigente pontepretano lamenta absolvição de Giba em julgamento do STJD

Dirigente pontepretano lamenta absolvição de Giba em julgamento do STJD

O integrante do Conselho de Administração do Guarani, Gilberto Moreno, em julgamento realizado na manhã de sexta-feira foi absolvido da acusação de incitar ódio ou violência no julgamento desta sexta-feira no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Giba recebeu apenas uma advertência.

De acordo com a denúncia encaminhada ao Tribunal, o dirigente foi enquadrado no artigo 243-D do CBJD que é “incitar publicamente ódio ou violência” com multa que poderia afastá-lo por até dois anos dos cargos no Bugre, além de gerar uma multa de R$ 100 mil.

A decisão não agradou aos dirigentes pontepretanos. “Infelizmente lamentável. Abriu precedentes para incitação à violência por parte dos dirigentes em geral”, afirmou o diretor jurídico da Ponte Preta, Giuliano Guerreiro.

Giba foi denunciado após apresentar um cartaz depois do dérbi 192, disputado no dia 25 de agosto, com os dizeres “Nunca serão” durante entrevista do volante Ricardinho ao Sportv. O departamento jurídico da Ponte Preta entendeu como uma provocação e apresentou queixa no Ministério Público e no STJD.

(texto e reportagem: Elias Aredes Junior)

Veja Também

Guarani no Paulistão: a hora é de ponderação e jamais de desespero!

Com apenas 90 minutos contra o Bragantino, a torcida do Guarani ligou o sinal de ...

2 Comentários

  1. Agora sim ..temos que fazer o mesmo no brinco ….escrever Bichas da Galinhada
    Liberado pelo tribunal
    Vergonha de Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *