Guarani: o segredo do acesso está no primeiro jogo

0
721 views

O Guarani inicia a sua preparação para o confronto diante do ASA com o conhecimento de que o regulamento é um dos seus principais adversários. Pode conseguir classificação com tranquilidade, mas pode ser eliminado sem conhecer o gosto da derrota. Um empate sem gols em arapiraca e uma igualdade com gols no Brinco de Ouro transformará em realidade uma nova estadia na terceirona. Como afastar este fantasma? De que maneira encurtar o caminho do acesso? O segredo está nos 90 minutos iniciais.

Buscar a vitória no estádio Coaracy Fonseca e até por boa margem deveria ser a meta do técnico Marcelo Chamusca e de seus comandados. Os números dão embasamento para o ímpeto. Na fase classificatória, o Guarani foi um dos melhores visitantes com 15 pontos somados em 9 partidas, mesma pontuação da equipe alagoana em seus dominios. Sim, o ASA não perdeu em casa, mas venceu três jogos e empatou seis. Ou seja, acaba enrolado quando precisa tomar a iniciativa.

Pelo retrospecto, pode até acontecer, mas hoje seria improvável uma derrota bugrina por  três gols o que deixaria o quadro em estágio delicadissimo. Na fase eliminatória, o adversário bugrino ganhou de 1 a 0 do Cuiabá, de 2 a 1 do ABC e de 2 a 0 do América-RN, rebaixado a quarta divisão.

O gramado é irregular, o que traria dificuldades para um time de estilo mais técnico, caso do Alviverde campineiro. Com a chegada do Eliandro, o técnico bugrino pode fazer uma mudança de rota e enfatizar o trabalho pelos lados do campo, seja com Lennon ou até com Dênis Neves no lado esquerdo, que mostrou encontrar-se em boa fase técnica no jogo diante do Ypiranga.

Com cruzamentos e jogadas pelo alto, a irregularidade no gramado será amenizada e o caminho do gol ficará mais curto caso o atacante recém chegado do Bragantino esteja inspirado. Claro, toda a planificação só dará certo se a dupla formada por Ferreira e Leandro Amaro segurarem o atacante Reinaldo Alagoano, artilheiro com 8 gols.

Que efeito prático traria a conquista de uma vitória em Arapiraca? Conquistar um empate, mesmo que seja por 2 a 2 ou 1 a 1 ainda deixa o time Alagoano no páreo pois uma vitória simples lhe dá o acesso ou um empate por 3 a 3 lhe assegura a classificação. Agora, se perder a conta do ASA ficará bem mais complicada e a pressão colocada para a decisão no Brinco de Ouro será muito maior.

Nem é por questão de desprezo ao adversário. Nada disso. É uma questão de  estratégia  derrotar o ASA na sua casa e de quebra e o próprio regulamento da Série C . O foco é pavimentar o caminho do acesso.

(análise feita por Elias Aredes Junior)