domingo , 16 dezembro 2018
Home / Destaque / João Brigatti despista sobre time titular e cobra seriedade da Ponte em Varginha

João Brigatti despista sobre time titular e cobra seriedade da Ponte em Varginha

A Ponte Preta encerrou, na manhã desta sexta-feira, em atividade no Moisés Lucarelli, a preparação para enfrentar o Boa Esporte, em Varginha, a partir das 19h, pela 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O técnico João Brigatti, ao contrário do que costuma fazer, não confirmou, em entrevista coletiva, os substitutos de Tiago Real, com edema no músculo posterior da coxa direita, e André Luís, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Apesar de Júnior Santos estar motivado após dois gols na vitória diante do São Bento, a tendência é que deslocado para o lado direito, enquanto Neto Costa atue atue como referência ofensiva. Na armação, Murilo Henrique deve ganhar nova oportunidade desde o início. Assim, a Ponte Preta deve ir a campo com Ivan; Igor Vinícius, Renan Fonseca, Léo e Ruan; Nathan, João Vitor e Murilo Henrique; Júnior Santos, Danilo Barcelos e Neto Costa.

“Passamos hoje todas as edições do Boa Esporte. Uma equipe muito forte fisicamente, que está passando por um momento complicado, mas não vamos pensando que é galinha morta, de forma alguma. Será um jogo pegado, eles jogam atrás da linha da bola, sempre voltando para marcar e não podemos cair nas armadilhas”, alertou o professor.

Em caso de vitória em Minas Gerais, a Alvinegra chega a 27 pontos, ultrapassa o Vila Nova nos critérios de desempate, alcança a terceira colocação e fecha a rodada no G4 pela primeira vez. Além disso, conquista o quarto triunfo seguido na temporada, algo inédito desde 2015.

“A invencibilidade é importante a partir do momento que você assimila uma maneira de jogar. A Ponte Preta é grande e não pode passar tantos anos sem vencer quatro jogos seguidos. É preciso, porém, ter pés no chão, e querer vencer de todas as maneiras. O espírito é jogo a jogo. O Boa Esporte será muito difícil, mas garanto que os jogadores vão se doar e estarão focados em busca da vitória”, disse o ex-goleiro.

“O fato de ter o terceiro melhor aproveitamento entre os treinadores da Era Carnieli deixa a gente muito feliz e mostra que o trabalho vem sendo bem feito. Isso não empolga, sempre com pés no chão e passei foco aos jogadores. Trata-se de um processo longo, um campeonato muito difícil. Precisamos fazer muita coisa para conquistarmos o acesso em novembro”, emendou.

(texto e reportagem: Lucas Rossafa/foto: Fábio Leoni – Ponte Press)

Veja Também

Uma pergunta que não quer calar: Abdalla administra para Ponte Preta ou Vanderlei Pereira? Entenda os motivos.

Na atual temporada, a Ponte Preta viveu um constante terremoto político. Sérgio Carnielli entrou em ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *