segunda-feira , 18 março 2019
Home / Destaque / Novo governo federal cogita terminar com patrocinio da Caixa Econômica Federal no Futebol. Ponte Preta em estado de alerta!

Novo governo federal cogita terminar com patrocinio da Caixa Econômica Federal no Futebol. Ponte Preta em estado de alerta!

Por anos e anos, a Ponte Preta lutou para viabilizar o patrocínio da Caixa Econômica Federal. Era um acréscimo de receita e um atestado de credibilidade para a instituição pois a emissão da Certidão Negativa de Débito por parte do governo federal, o que comprova sua quitação com impostos.

O banco público estampou sua marca na camisa nas últimas duas temporadas e talvez o auge da exposição foi na decisão do Campeonato Paulista diante do Corinthians.

A conjuntura poderá mudar devido a declaração do novo ministro Paulo Guedes e que colocou em dúvida a continuidade do patrocínio. “As vezes, é possível fazer coisas cem vezes melhores com menos recursos do que gastar com publicidade em times de futebol”, afirmou o ministro. A afirmação foi feita na posse do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.

Que a Ponte Preta esteja atenta a conjuntura e busque um Plano B. Porque se os recursos já são curtos podem ficar ainda mais estreitos diante de uma possível perda do dinheiro governamental. O Só Dérbi entrou em contato por intermédio de aplicativo de mensagem com o diretor financeiro Gustavo Válio, mas ele não respondeu. Assim que a resposta for encaminhada, o texto será atualizado ou novo post será feito.

(texto e reportagem: Elias Aredes Junior)

Veja Também

Como o poder esvaziado do Conselho de Administração prejudica o andamento do Guarani

Governantes têm sua credibilidade medida por aquilo que geram em termos de fatos e dividendos. ...

1 Comentário

  1. Parabéns a todos os pontepretanos que apertaram 17 e colocaram essa gente no poder por tabela. Espero que estejam satisfeitos com esse e diversos outros atrasos que ainda estão por vir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *