Operário (PR) 1 x 0 Guarani: manutenção na lanterna e vergonha sem fim

3
653 views

Em nova atuação deplorável do ponto de técnico, tático e emocional, o Guarani perdeu do Operário por 1 a 0, em jogo realizado nesta terça-feira, na casa do adversário e válido pela Série B do Campeonato Brasil. O resultado deixou o time na lanterna com 13 pontos ganhos. O próximo desafio será domingo, ás 11 horas, contra o América Mineiro, no estádio Independência. O zagueiro Luiz Gustavo e o Ricardinho estão suspensos.

Roberto Fonseca apostou na continuidade e sustentou a formação titular que perdeu do Vila Nova. De modo surpreendente, a equipe saiu a frente e buscava criar por intermédio do trabalho de Bady para os atacantes Michel Douglas e Vitor Feijão e a oportunidade surgiu aos 11min. Vitor Feijão roubou  a bola e deu assistência para Michel Douglas aparecer na frente da marcação. Duro é que sua indecisão provocou a perda da oportunidade.

Quando tudo parecia equilibrado, o Operário abriu o marcador, quando Felipe Augusto deixou Cleyton completar para as redes.

A partir daí, o torcedor bugrino viveu um filme de horror. A equipe cometeu seguidas faltas, tinha explicitas demonstrações de nervosismo e a consequência foram os cartões amarelos recebidos por Deivid, Thallyson e Ricardinho. A saída foi rezar para a etapa inicial acabar e tentar algo novo para a segunda etapa. E deveria ficar satisfeito porque Lucas Batatinha não aproveitou as chances que teve diante de si.

Não faltou boa vontade. Roberto Fonseca apostou na entrada de Eder Luis no lugar de Bady. O Operário ficou com o cenário do jeito que queria: espaços para contra- atacar. Teve um imprevisto quando o zagueiro Lázaro foi expulso por jogada violenta. Nem assim deixou de levar perigo ao gol bugrino, como aos 27 minutos Mailton disparou a partir do campo de defesa, passou pelos marcadores e tocou cruzado e viu a bola triscar a trave.

No restante do tempo, o filme de sempre: um time sem inspiração, fraco e sem rumo. Com cara de que infelizmente vai disputar a terceirona.

3 Comentários

  1. Minha previsão era que no dérbi do segundo turno, na rodada 34, a Ponte iria derrubar o GFC para Serie C.
    Infelizmente isso não irá acontecer pois já irão chegar rebaixadas no Dérbi.

  2. Após o fim do jogo de ontem analiso que o time do Guarani não tem pegada, não tem vontade de vencer, basta sofrer um gol que a letargia toma conta dos jogadores.

    Geralmente a troca de treinador dá uma injetada de ânimo nos jogadores, mas parece que a troca de treinador não fez efeito nesses pé de ratos. O treinador pediu à diretoria 12 jogadores, a diretoria contratou não aqueles que ele indicou e sim atletas que ele não pediu.

    Qualquer profissional sério teria ido à sala do presidente, agradecer a oportunidade de emprego e se demitir, entretanto ele tá agarrado ao cargo da mesma forma que o Palmeron está na cadeira de presidente, talvez esteja esperando ser demitido pra receber a multa por quebra de contrato.

    Contagem regressiva, agora tem somente 20 jogos pra somar 34 pontos, ou seja, 12 vitórias ou 7 vitórias e 13 empates.

  3. Sinceros parabens aos diretores anteriores que nada fizeram para reconquistar o nome da marca no mercado, apoiadores comerciais tudo com conchavos e diretores caipiras levando os 30% por debaixo do pano, ex goleiro usando clube pra trazer coreanos e encher o proprio bolso, torcida iludida vivendo em uma realidade paralalela e conivente com tudo a troco de meio kilo de carne pra churrasco e ingressos
    O que acontece hoje era totalmente previsivel meses atras, mas preferem acreditar em time campeao tem nome forte sim, assim como o imperio romano tambem tinha.
    Acabou agora ainda tem as açoes trabalhistas e indenizatórias que eles precisam honrrar, isto é, se ainda souberem o que é honrra.

Deixe Um Comentário