Paredão defensivo pode assegurar acesso ao Guarani. Retrospecto embasa otimismo

0
988 views

Com 8 gols sofridos 15 partidas, o Guarani caminha para ser a melhor defesa de todos os tempos na Série C quando é analisada apenas a fase classificatória e com a atual fórmula de disputa. Mais: o paredão arquitetado pelo técnico Marcelo Chamusca é bom presságio na busca pelo acesso. Desde que a atual mecânica de disputa foi implantada, em somente um ano uma das duas melhores defesas não carimbaram a vaga na Série B.

Na temporada de 2012, após 18 jogos, o Fortaleza terminou com 11 gols sofridos e a Chapecoense com 12 e gols tomados. No final a equipe catarinense comemorou o acesso. No ano seguinte, o Vila Nova (GO) tomou 13 gols e liderou o quesito, sendo que o Caxias sofreu 15 gols. No final, o Vila Nova conseguiu o seu objetivo.

Em 2014, o final da história não aconteceu da maneira desejada. O Fortaleza viu a bola estufar a sua rede em 11 vezes e o Tupi em 13 gols. Os dois times não conseguiram a vaga na Série B e assistiram a festa de Paysandu, Mogi Mirim, Macaé e CRB.

No ano passado, a escrita retornou. Na fase classificatória, o Londrina sofreu 14 gols e Tupi 15 gols no Grupo B enquanto que no Grupo A o Vila Nova levou 13 gols e o Fortaleza 14. Dos quatro, apenas o Fortaleza não subiu. O Guarani agora tem a chance de comprovar de que o melhor ataque está na defesa.

(texto e reportagem: Elias Aredes Junior)