Participação da arquibancada explica diferença nos resultados do Dérbi Econômico

1
205 views

A pesquisa feita pela BDO Sports sobre as marcas dos principais clubes do futebol brasileiro demonstra que o calendário de competições de Ponte Preta e Guarani é decisivo para chegar ao placar atual do dérbi econômico, em que o valor da marca da Ponte Preta é de R$ 35,5 milhões enquanto o Guarani vale R$ 19,1 milhões.

Pelo estudo, do valor total de cada clube, o peso deles no mercado tem a mesma porcentagem: 41%.

O desequilíbrio acontece quando verificamos a receita gerada por cada associação e o peso da torcida para tal resultado. Na Ponte Preta, as receitas têm um peso de 31% no total do valor da marca, o que é natural diante da perspectiva desse ano de arrecadação de aproximadamente R$ 6 milhões a R$ 8 milhões no Campeonato Paulista enquanto que o Brasileirão pode gerar uma cota de televisão de R$ 25 milhões.

No Guarani, o percentual de receita fica em R$ 13%, um dado explicado pela cota de participação na Série A-2 (R$ 600 mil) e os parcos recursos disponibilizados na Série C do Campeonato Brasileiro.

Quando o assunto é torcida, os pesos são diferentes. No Guarani, a torcida colabora em 46% no valor da marca enquanto que na Ponte Preta o patamar é de 28%.

Com tais dados dá para concluir que o “derbi das finanças” está muito longe de acabar. Apesar do quadro atual mostrar uma boa margem favorável a Macaca.

 

1 Comentário

Deixe Um Comentário