domingo , 24 fevereiro 2019
Home / Destaque / São Paulo 0 x 1 Guarani: defesa ganha jogo e constrói boa campanha!

São Paulo 0 x 1 Guarani: defesa ganha jogo e constrói boa campanha!

Escanteio cobrado a 01 minuto do primeiro tempo e a conclusão certeira de William Matheus foi o roteiro perfeito do final feliz do Guarani que venceu nesta quinta feira o São Paulo por 1 a 0 e ficou com seis pontos no Grupo C do Campeonato Paulista e poderá ratificar ainda mais sua posição no confronto de domingo às 11h diante do Mirassol, na casa do adversário.

Osmar Loss surpreendeu na escalação. E confesso que temi pelo pior. Afinal, a lesão de Giovanni abriu espaço para Kleber, além das entradas de Thiago Ribeiro e Lucas Crispim. Felipe Amorim à primeira vista parecia sem função. No final das contas a solidariedade falou mais alto.

Para impedir os avanços do tricolor paulista, o que se viu foi Romisson ao lado de Ricardinho. Se por um lado os avanços do capitão bugrino ficaram raros, do outro a segurança defensiva foi incontestável. Para segurar a velocidade de Helinho no lado direito, até Diego Cardoso retornava para marcar e buscar puxar o contra-ataque.

Não pense que não teve sufoco. Klever operou defesas importantes, teve bola na trave, Diego Souza perdeu gols e o grito de gol ficava entalado na garganta.

Com alto índice de posse de bola, o São Paulo rodava a bola, tentava penetrar pela zona central, mas não penetrava. A dupla de zaga e os volantes bugrinos davam conta do recado e por vezes até Thiago Ribeiro retornava. Sinal de que os treinamentos deram o resultado desejado.

Não podemos ignorar a colaboração do São Paulo. Uma equipe que não abria pelos lados do campo. Bruno Peres foi presa fácil e Reinaldo avançou em poucas oportunidades.

Existiu uma jogada desesperada de André Jardine, que foi a entrada de Hernanes, a saída de Anderson Martins e o recuo de Hudson como zagueiro. Para confirmar uma tese velha do futebol de que quando o ônibus estaciona, não há como dar jeito o Guarani só administrou. Sem sofrimento.

Defeitos? A ausência de um jogador de velocidade, capaz de puxaer os contra-ataques e desafogar. Em vários instantes, o Guarani foi sufocado, sem saída e parecia tudo perdido. Convenhamos: a incompetência ofensiva e de criação do São Paulo deu uma bela ajuda. Só não tira os méritos do alviverde.

O que importa é que além da conquista dos três pontos, sabe-se que o Guarani tem um treinador em vias de formar um sólido sistema defensivo. Se a bola começar a entrar com regularidade, é possível sonhar com algo maior. Agora, o desafio será ultrapassar as pequenas pedras.  (análise feita por Elias Aredes Junior)

 

FICHA DO JOGO

SÃO PAULO:

Tiago Volpi; Bruno Peres, Arboleda, Anderson Martins (Hernanes) e Reinaldo; Jucilei (Hudson), Liziero e Diego Souza; Helinho (Nenê), Pablo e Everton. Técnico: André Jardine

GUARANI:

Kléver; Léo Principe, Diego Giaretta, Ferreira e William Matheus; Romisson, Ricardinho e Thiago Ribeiro (Fernando Viana); Lucas Crispim (Inácio), Felipe Amorim e Diego Cardoso (Fernandes).Técnico: Osmar Loss

Gol: William Matheus a 01 minuto do primeiro tempo

Público: 12.762 torcedores

Renda: R$ 292. 238,50

Cartão Amarelo: Felipe Amorim, Kléver e Romisson (Guarani)

Juiz: Douglas Marques das Flores

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo

 

Veja Também

A responsabilidade dos jogadores pontepretanos: dois jogos com cara de decisão e que podem determinar o restante do ano

Os jogadores da Ponte Preta talvez não estejam sintonizados na realidade, mas nos próximos dias ...

1 Comentário

  1. Klever já pode ficar coma camisa 1…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *