Tiãozinho, Gilson Kleina e uma velha máxima: de vez em quando, o destino dá uma mãozinha

0
342 views

Antenado como bom repórter, Heitor Esmeriz, do Globo Esporte.Com traz um dado interessante: Gilson Kleina virou o técnico mais longevo da Ponte Preta em número de partidas durante o mandato de Sebastião Arcanjo, o Tiãozinho.

São 28 jogos no banco de reservas da Alvinegra. Ele ultrapassou Fábio Moreno, com 27 jogos e contabiliza oito vitórias, 10 empates e 10 derrotas.

Desde novembro de 2019, o time foi comandado João Brigatti (24 jogos), Marcelo Oliveira (14) e o próprio Kleina na passagem anterior (26). Ou seja, são 54 jogos sob o comando de Kleina.

No fundo, o dado não deixa de demonstra um gestor inseguro, que administrou na base do erro e acerto. E perceba: cada um com um estilo de trabalho diferente. Uma prova cabal de ausência de filosofia de trabalho.

Sem contar que a atual longevidade foi obtida porque Gilson Kleina conhece os bastidores da Macaca, seus meandros e bastidores.

Será que um outro técnico conseguiria patamar igual? Difícil saber. Mas que foi um trunfo, ah, isso foi. Em resumo: Sebastião Arcanjo foi beneficiado pelo destino. Por enquanto. E tem que ser agradecer.

(Elias Aredes Junior-Foto de Alvaro Junior-Pontepress)