quarta-feira , 14 novembro 2018
Home / Guarani / A bola e suas histórias: O dia em que boleiro virou treinador no Guarani

A bola e suas histórias: O dia em que boleiro virou treinador no Guarani

Tudo deu errado para o Guarani no Paulistão de 2013. A lanterna não aconteceu por acaso. Tentativas desesperadas foram feitas para evitar o desastre. Uma delas foi a chegada do ex-lateral esquerdo e de Seleção Brasileira, Branco para a função de técnico juntamente com Isaias Tinoco.

Papo de boleiro na veia e todos os esforços para extrair algo a mais de uma equipe que não tinha muito a oferecer.

Até que veio o jogo com o Corinthians. Campeão da Libertadores e Mundial. Tite no gramado do Brinco de Ouro.

O gol de Guerrero logo aos 06 minutos deixou o quadro dramático.

Intervalo.

Jogadores sentados na espera da palavra de Branco. Ele pensa e raciocina sobre o que vai dizer aos atletas.

Um enxerido, titular,  toma a frente, pega o pincel atômico e começa:

– Então vamos por aqui, fulano fecha neste espaço, a marcação falhou aqui…Entendeu, entendeu!? Vamos lá, vamos lá…

A cena foi tão surreal que mesmo com raiva e perplexidade diante da quebra de hierarquia Branco não esboçou reação.

É, não tinha como dar certo…

(Elias Aredes Junior)

Veja Também

Guarani desmonta estrutura do departamento de futebol e anuncia demissão de Louzer

Com duas partidas para realizar na Série B do Campeonato Brasileiro, o Conselheiro de Administração ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *