quarta-feira , 14 novembro 2018
Home / Destaque / Kleina fez a bola entrar. Mas as trapalhadas continuam nos bastidores!

Kleina fez a bola entrar. Mas as trapalhadas continuam nos bastidores!

A Ponte Preta respira aliviada na Série B do Campeonato Brasileiro. Duas vitórias fizeram renascer a auto estima do torcedor e esperança de dias melhores. Mérito de Gilson Kleina e da dedicação dos jogadores, que resgataram a alegria do período em que estiveram sob o comando do ex-goleiro João Brigatti.

Existe um perigo nesta estrada. Vitórias e triunfos no gramado podem gerar esquecimento de que existe uma crise política com alto grau de periculosidade e que não há como ficar alheio.

Gilson Kleina recuperou o time mas ainda temos o presidente José Armando Abdalla Junior em rota de colisão com o presidente de honra Sérgio Carnielli.

Que a cada dia fica mais distante do dia a dia do clube e não responde uma questão básica: como pagar o dinheiro que ele investiu na Macaca e que totaliza R$ 110 milhões? Ele vai assumir uma parcela de culpa pelo clube encontrar-se acéfalo de líderes e quadros de destaque já que vários foram exterminados no seu período? Pois é.

Abdalla não fica atrás. Termina o ano de modo melancólico. No Paulistão, a conquista do Título do Interior não apaga a mancha de ter flertado com o rebaixamento. Na Série B nunca existiu uma linha de trabalho a partir do gabinete presidencial. Começou com o estudioso Doriva, passou pelo motivador Brigatti, abraçou o pragmático Marcelo Chamusca e termina no sedutor e eficiente Gilson Kleina. Como dar certo? Não tem.

A bola entrou. Vitórias ressurgiram. Mas os dirigentes estão muito mais para protagonistas de um filme dos Trapalhões do que heróis de uma saga da Marvel. Triste e dura realidade.

(análise feita por Elias Aredes Junior)

Veja Também

O Guarani parece que não tem interesse em conhecer o seu torcedor. Uma lástima!

De maneira eficiente perspicaz, Marcos Ortiz, responsável pelo site Planeta Guarani, divulgou durante toda a ...

2 Comentários

  1. Elias, gostaria que fizessem um levantamento de quanto já foi pago à Carnielli e de quanto ele já injetou na AAPP. Não é possível que esta dívida não diminua depois de tantos anos na série A com bons patrocinadores e movimentações de jogadores. Sem contar as peripécias de jogadores de empresários em comunhão com o Carnielli que já deve ter superado o valor da dívida.
    Qual o caminho que o torcedor poderia percorrer para cobrar mais transparência e distância deste câncer chamado Sérgio Carnielli?

    Obrigado e continue fazendo o bom trabalho.

  2. E a saga continua.. Dias de total falta de consciência por parte da torcida, permite que os desmandos continuem nos bastidores…

    Como alguém já disse, o De Honra é nome que já faz parte da história, é que lamentávelmente, vai ser contada por séculos…

    Uma pena, que a degradação no patrimônio do clube, no time, é consequentemente em sua história, não vão ter a mesma importância…

    Mas espero, que a história faça a sua parte, eliminando a parte nociva e restabelecendo a ordem… E que, definitivamente, sejamos campeões…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *