segunda-feira , 15 outubro 2018
Home / Artigos/Opinião / Análise: Ponte Preta e Guarani com calendário cheio e bilheteria de terceira divisão regional. Até quando?

Análise: Ponte Preta e Guarani com calendário cheio e bilheteria de terceira divisão regional. Até quando?

A reflexão surge em instantes dispares. Por vezes quando a gente menos espera. O futebol é o palco ideal. Pegue como exemplo o confronto entre o Noroeste, atual líder da fase classificatória da Série A3 do Campeonato Paulista, contra o União Barbarense. Confronto realizado em uma quarta-feira à noite, às 20h, período em que muitos focam seus preparativos para os jogos a serem transmitidos à noite pela televisão.

A sedução midiática foi insuficiente para demover os 2.751 torcedores que compareceram ao Estádio Alfredo Castilho e presenciaram a vitória por 1 a 0 sobre o Leão da 13.

Gire a mente, abrace a tormenta da vida e pergunte sem pudor: o que um jogo de terceira divisão tem relação com Guarani e Ponte Preta? Tudo.

Na semana passada, a Ponte Preta, com calendário definido até dezembro, integrante do Paulistão, da Série B e participante do Copa do Brasil encarou o Santos com torcida única no Majestoso. Público registrado: 3.032 pagantes. No domingo anterior, a mesma Macaca recebeu o Linense e não arrastou mais de 2.996 pagantes. Dois jogos com públicos próximos ao que foi registrado em Bauru.

O Guarani tem posição privilegiada neste muro da vergonha.

As vitórias contra Nacional e Água Santa no Brinco de Ouro proporcionaram cinco gols anotados, nenhum gol tomado e a recuperação na Série A2 do Paulistão. O Alviverde, incorporado na luta pra voltar a divisão de elite, não tem do que reclamar quanto ao calendário. Só vai paralisar as atividades em novembro. Pois o borderô registrou 2.684 pagantes nos 90 minutos iniciais e outros 2.436 na sexta-feira passada.

Traduzindo: inferior ao líder da terceirona.

Crises políticas e financeiras, montagem de times modestos ou resultados desanimadores são insuficientes para explicar o vexame protagonizado pelas duas equipes. O que fazer?

Poderíamos tecer diversas teorias, mas é fato que por serem entidades sem fins lucrativos e gerados a partir de sentimentos coletivos, tanto Ponte Preta como Guarani viveram seus tempos de glórias quando estiveram integrados à comunidade da cidade. Encarar inimigos poderosos no Século 21 colaborou para piorar o estado de coisas.

Na atualidade, todas as pesquisas de opinião apontam o Corinthians como o detentor da maior torcida da cidade, sem contar o contingente expressivo de Palmeiras e São Paulo na Região Metropolitana. Verifique a concorrência dos clubes europeus e perceba o fanatismo dos garotos por ídolos que nunca verá pessoalmente. Eles ganham aliados poderosos: os dirigentes locais, incapazes de serem criativos na formulação de estratégias que firmem um vínculo que fique imune às intempéries do gramado.

Como isso não é feito, só resta lamentar ver o futebol de campinas contar com uma preferência de arquibancada semelhante ao líder da terceirona. É para chorar!

(análise feita por Elias Aredes Junior/foto: Rafael Fernandes-GuaraniPress)

Veja Também

A areia movediça da mediocridade vai matar o futebol campineiro

“Saía do futebol e faça outra coisa no jornalismo. O povo gosta é de comentário ...

6 Comentários

  1. Qual o valor do ingresso do Noroeste????//

  2. Publico de Ponte contra o Santos foi de 3mil ou de 2mil ?

  3. Este assunto não se ressume apenas ao valor do ingresso , entendo que ha outros fatores que contribuem para o comparecimento do torcedor ao Estádio .

    Times fortes com campanhas consistentes atraem o torcedor .

    Acredito muito em projeto de sócio torcedor forte , que consegue auxiliar na montagem de times fortes e consegue trazer mais gente ao Estádio , mais patrocinadores , melhores contratos com a TV ,etc…

    Não aceito o fato de Joinville , Chapecoense, ter um programa de sócios tocedores em torno de 10.000 e os times de Campinas , não conseguem chegar a este número somando os dois …..

    • Isso é falta de planejamento, seriedade, continuidade por parte dos clubes…
      Onde esta o grande plano de sócio torcedor que foi tão falado no ano passado, que haveria mudanças?!
      Eu como morador do Espírito Santo desde 2004 não vi ate hoje um plano interessante para mim, que mora longe, imagina quem mora em campinas!?

  4. Vc deve ser bugrino neh vinicius….
    Tinha 3032 pagantes( bordero fpf) e em alguns sites divulgaram errado 2032 motivo de muitas galinhas zuarem o publico da Ponte.

    • Nossa…até pq a diferença entre 2032 e 3032 pagantes é colossal!!! Q diferença!!! Esses aapptanos são muito engraçados e arrogantes mesmo. O Manchester United Caipira se arrasta com sua torcidinha mista, zoam os Bugrinos por estarem em divisões inferiores mas levam números de pagantes parecidos ou pouco superiores. Aapptanos, conformem-se que sua querida agremiação é irrelevante no futebol brasileiro e somente vocês dão valor a essa belíssima porcaria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *