sexta-feira , 21 setembro 2018
Home / Destaque / Argel veta Paulinho no Goiás e Guarani segue aguardando a chegada do atacante

Argel veta Paulinho no Goiás e Guarani segue aguardando a chegada do atacante

O caminho está livre para o Guarani nas negociações com o atacante Paulinho, de 29 anos. Como noticiou a reportagem ontem, o jogador é aguardado em Campinas para realizar exames médicos e assinar contrato de empréstimo até o final da temporada. No final da tarde da última terça-feira, o Goiás entrou em contato com o empresário do jogador, Carlos Leite, para também manifestar interesse em sua contratação, mas as negociações não evoluíram a pedido do técnico Argel Fucks – que trabalhou com Paulinho no Vitória e considerou o histórico negativo fora dos gramados.

Sendo assim, sob intermédio de Nenê Zini, o acordo com o Bugre está praticamente selado. Em entrevista à rádio Bandeirantes, Paulinho afirmou que a transação estava “90% concretizada” e ele já estava agilizando o processo de mudança para Campinas. Mesmo chegando nesta semana, o atacante do Flamengo não será relacionado para a partida contra o Santa Cruz, no sábado, no Brinco de Ouro. A expectativa é que ele fica à disposição no duelo contra o Figueirense na outra semana, mas sua utilização dependerá de uma avaliação física.

O Guarani terá que arcar com 30% dos vencimentos do jogador – que ainda assim terá o quarto maior salário do elenco, até dezembro com um acordo entre Bugre, Flamengo e Vitória (que também ajudará na manutenção da renda do jogador). Paulinho atuou em 36 jogos pelo clube baiano neste ano e marcou três gols. Sua escolha pelo Guarani passou pelo desejo da família em voltar a morar em São Paulo para ficar perto dos parentes que estão divididos entre Piracicaba e Guarulhos.

(texto e reportagem: Júlio Nascimento)

Veja Também

Clássicos fazem festa pelo Brasil. Em Campinas, dérbis com paz de cemitério. Até quando?

Assisto aos clássicos do Campeonato Brasileiro. O Internacional ganha do Grêmio por 1 a 0 ...

1 Comentário

  1. Acho que vale a aposta. Vadão, como treinador, é um bom psicólogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *