Atuações Guarani: o que era ruim no passado virou figura essencial no presente

0
464 views

Em partida disputada, o Guarani começa a mostrar a recuperação de alguns atletas. Confira as notas.

Gabriel Mesquita- Teve um vacilo que quase custou tomar um gol por cobertura. De resto, normal. 6,0

Pablo—Fez o desafogo em alguns momentos. Faltou inspiração ofensiva. 5,0

Wálber- Seguro. 5,5

Didi – Cometeu o pênalti, é verdade. Mas depois ficou estável. 5.0

Erick Daltro: Fora de ritmo de jogo. Tem potencial. 5,0

Bruno Silva- Tem bom passe, mas lento na recomposição. Pode ser melhor. Mas foi bem. 5,5

Eduardo Person – Muita luta e chegada na área. 5,5

Lucas Crispim- Virou cérebro do meio-campo. Faz boa transição exibe disposição física incomum. 7,0

Renanzinho- Muita velocidade e pouca imaginação. 4,5

Giovanny – Também não conseguiu transformar velocidade em prática. 4,5

Júnior Todinho- Quase não viu a bola. Culpa dos jogadores que atuaram pelos lados e que decepcionaram. 4,5

Rafael Costa- Entrou, armou e ainda fez gol. 5,5

Arthur Rezende- Ajudou a estabilizar o setor. 5,0

Eliel- Boa presença. Iniciou a jogada do gol e não se omitiu. 5,5

Romércio- Entrou no lugar Didi e não decepcionou. 5,5

Murilo Rangel- Parecia deslocado. Mas não comprometeu. 5,

Técnico: Felipe Conceição: Bom trabalho. O time limitações, mas demonstra evolução na bola áerea defensiva e as modificações surtiram efeito. 6,0.