Com pênalti perdido, Ponte empata com o Sampaio Corrêa e se complica na Série B

0
1.226 views

A estreia de Marcelo Chamusca no Estádio Moisés Lucarelli não foi como planejada. A Ponte Preta não conseguiu furar a retranca do Sampaio Corrêa, viu Danilo Barcelos desperdiçar pênalti e sequer saiu do empate sem gols diante do torcedor.

O empate frustra os planos da Macaca na luta pelo acesso na Série B do Campeonato Brasileiro e se mantém na décima colocação com 35 pontos, sete a menos em relação ao Goiás, primeiro integrante do pelotão de frente. A Bolívia Querida, por sua vez, fica na lanterna dos pontos corridos com 22 pontos.

CONTINUA APÓS A PROPAGANDA

A Alvinegra volta a campo no próximo sábado, quando visita o Oeste, às 21h, na Arena Barueri. A equipe nordestina encara o líder Fortaleza, na sexta-feira, às 21h30, no Estádio Castelão.

PRIMEIRO TEMPO:

Sem grandes emoções, Ponte Preta e Sampaio Corrêa protagonizaram etapa inicial truncada, equilibrada e de poucas oportunidades de gol. Apesar das três modificações na equipe titular, o time da casa encontrou dificuldades para penetrar no miolo de zaga maranhense e se viu obrigado a explorar as jogadas pelas laterais para criar.

Foi dessa forma que Júnior Santos desperdiçou as duas melhores – e únicas – chances alvinegras. Aos cinco minutos, Júnior Santos foi lançado pelo lado esquerdo, invadiu a área, limpou o marcador com drible desconsertante e chutou forte, mas Andrey espalmou. Pouco depois, Igor Vinícius escapou em velocidade pela direita, foi até a linha de fundo e cruzou para o centroavante, que perdeu de maneira incrível, finalizando para fora.

Pobre ofensivamente, o Tubarão não assustou Ivan e a chegada mais incisiva foi aos 42, quando Uilliam aproveitou bela jogada individual de Luís Gustavo e arrematou mal.

SEGUNDO TEMPO:

Sem mudanças, a Macaca continuou com o domínio da posse de bola, porém sofreu para converter essa superioridade em bola na rede. Com fôlego renovado, André Luís foi a principal válvula de escape ofensiva, tanto em chutes de fora da área como em lances no mano a mano. Desta forma, o camisa 7 infernizou a defesa maranhense e sofreu pênalti de Alyson. Na cobrança, Danilo Barcelos chutou forte e alta, mas a bola beijou o travessão e saiu.

Motivado, os comandados de Marcinho Guerreiro aumentar o ímpeto ofensivo e arriscaram nos contra golpes. Aos 28 minutos, Luís Gustavo recebeu pelo lado direito e emendou o chute cruzado. Ivan pulou, não achou nada e a bola passa perigosamente rente à trave.

A possibilidade de abrir o placar no Majestoso foi ainda mais clara quando o arqueiro alvinegro fez verdadeiro milagre em chutaço de Marcos Aurélio. O camisa 1 pontepretano ainda salvou o time quase nos acréscimos em arremate de longa distância de João Paulo. Com as pontas dos dedos, tocou na bola, que beijou no travessão e saiu.

O apito final do árbitro João Batista de Arruda fez com que as vaias ganhassem força no Majestoso e o elenco saíssem hostilizado de campo, com exceção de Ivan.

FICHA TÉCNICA: PONTE PRETA  0 x 0  SAMPAIO CORRÊA

PONTE PRETA – Ivan; Igor Vinicius, Renan Fonseca, Reginaldo e Danilo Barcelos; André Castro, Lucas Mineiro (Murilo) e Tiago Real (Roberto); André Luís, Júnior Santos (Felipe Saraiva) e Victor Rangel. Técnico: Marcelo Chamusca

SAMPAIO CORRÊA – Andrey; Luís Gustavo, Odair, Maracás e Alyson; Adílson Goiano, Jocinei (Bruninho), Fernando Sobral (William Oliveira) , Eloir (Marcos Aurélio) e João Paulo; Uilliam. Técnico: Marcinho Guerreiro

Árbitro: João Batista de Arruda (RJ)

Cartões amarelos: Júnior Santos (AAPP); Uilliam, Adílson Goiano, Maracás, Fredson (SAM)

Cartão vermelho: Odair (SAM)

Local: Estádio Moisés Lucarelli – Campinas/SP

(crônica: Lucas Rossafa/foto: Fábio Leoni – Ponte Press)

Deixe Um Comentário