segunda-feira , 18 junho 2018
Home / Destaque / Doriva cobra vitórias em casa, lamenta falta da torcida e pede reação

Doriva cobra vitórias em casa, lamenta falta da torcida e pede reação

A derrota de virada para o Atlético-GO, por 3 a 1, em Bragança Paulista, deixou ainda mais evidente a necessidade de vitórias como mandante para que a Ponte Preta conquiste o acesso à elite do futebol brasileiro.

Com três tropeços em três jogos em casa nesta Série B, o desempenho da equipe preocupa e Doriva cobrou vitórias nas próximas partidas. “O acesso passa por vitórias em casa. Temos que saber nos impor, gerir o resultado criado, aumentá-lo durante a partida e minimizar as chances que a gente dá aos adversários. Infelizmente, tivemos um apagão no segundo tempo e sofremos nova derrota”, lamentou.

Nas três próximas rodadas, a Ponte terá dois confrontos no Moisés Lucarelli – diante de Oeste e Goiás – e o treinador alvinegro pediu reação imediata ao time. “A reação tem que ser imediata. Quando você quer vencer, você tem que tirar forças de onde não tem, buscar o jogo, precisa se expor, correr ricos. Infelizmente não conseguimos ter esse volume que nos levaria ao empate ou até a vitória”, afirmou.

Atuando com portões fechados nas seis primeiras rodadas da competição nacional devido à punição importa pelo Ministério Público vem trazendo sérios prejuízos à Alvinegra. “A gente sabe que prejudica jogar com portões fechados. O apoio que vem do nosso torcedor sempre ajuda. Isso encoraja os atletas. Nós não podemos usar essa desculpa, jamais vou usar isso como amuleto” frisou o treinador pontepretano.

Com reapresentação programada para o começo dessa semana, o foco, a partir de agora, é o Sampaio Corrêa, adversário da próxima segunda, 28, às 20h, no estádio Castelão. Para esse confronto, a comissão técnica espera ter a volta do lateral-esquerdo Orinho, em recuperação de lesão muscular na coxa.

(texto e reportagem: Eduardo Martins e Lucas Rossafa/foto: Ponte Press)

Veja Também

Disciplina da Série A2 segue, e Guarani tem o menor número de advertências na Série B

O elenco do Guarani dá mostras de que consegue entender o estilo de Umberto Louzer. ...

1 Comentário

  1. Assisti o jogo do Sampaio Correa contra o Brasil de Pelotas.

    Jogo de muita marcação e muito duro.

    Sofrível tecnicamente.

    Muita transpiração dos dois times.

    Jogo pegado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *