Em jogo de poucas emoções, Ponte Preta perde do Palmeiras e pensa na sequência da temporada

1
343 views

Em jogo pobre de emoções e de qualidade técnica, o Palmeiras soube aproveitar as poucas oportunidades surgidas no gramado e ganhou da Ponte Preta por 1 a 0, em confronto realizado nesta quarta-feira, no Allianz Park e válido pela rodada final da primeira fase do Campeonato Paulista. A Macaca agora aguarda a definição da tabela e adversários no Torneio do Interior.

A ausência de Matheus Vargas não impediu a Ponte Preta de continuar na sua tentativa de construir suas jogadas a partir da zona de defesa e com passes curtos e proximidade para puxar o contra-ataque, que não dava certo em virtude da pouca inspiração do meio-campo.

O Palmeiras não ficava atrás. Mesmo com a presença de um armador como Lucas Lima, a equipe abusava os lançamentos longos e por vezes era dispersivo na troca de passes.  Resultado: um percentual de 50% de posse de bola para cabe um.

Que ninguém associe a Ponte Preta com apatia na etapa final. Pelo contrario. Thalles voltava alguns metros para utilizar a sua força na tentativa de vencer a zaga oponente enquanto que Gerson Magrão, além de preocupar-se em defender, tinha a jogada de chegar pela meia direita, o que fazia com que o meio-campo palmeirense tivesse preocupações.

Como não acertava o pé nas finalizações, a Macaca começou a conceder espaço para Felipe Pires e Lucas Lima deixarem seus companheiros em boas condições de finalizações.

De tanto insistir, o Palmeiras inaugurou o placar aos 36min. Após cruzamento de Felipe Pires, o meia Rafael Veiga cabeceou e a bola bateu no travessão. No rebote, o próprio Veiga apareceu para abrir o marcador e dar números finais à partida. (Elias Aredes Junior-Com foto de Álvaro Junior-Pontepress)

 

FICHA DO JOGO

PALMEIRAS

Fernando Prass; Marcos Rocha, Vitão (Raphael Veiga), Edu Dracena, e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Jean, Lucas Lima e Zé Rafael (Esteves); Carlos Eduardo (Léo Passos) e Felipe Pires. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

PONTE PRETA

Ivan; Luis Ricardo, Renan Fonseca, Reginaldo e Diego Renan; Nathan (Vinicius), Gerson Magrão e Tiago Real (Igor Henrique); Matheus Oliveira (Juninho), Júlio César e Thalles. Técnico: Jorginho.

 

Gol: Raphael Veiga aos 36min do segundo tempo

Renda:

Público:

Cartões Amarelos:

Juiz: Márcio Henrique de Góis

Local: Allianz Park, em São Paul

1 Comentário

  1. O que Jorginho disse, já falo a 30 anos. Se não pensar grande, vai continuar a ser coadjuvante…. Ponte Preta seja o PROTAGONISTA (ator principal) apenas uma vez, e verás que nunca mais deixará o olimpo !!!

Deixe Um Comentário