quarta-feira , 14 novembro 2018
Home / Destaque / Erros individuais prevalecem e Guarani perde do Avaí no Brinco de Ouro

Erros individuais prevalecem e Guarani perde do Avaí no Brinco de Ouro

Com erros individuais e sem poder de reação, o Guarani perdeu do Avaí por 2 a 1, em jogo realizado na tarde deste sábado no estádio Brinco de Ouro e válido pela Série B do Campeonato Brasileiro. O resultado manteve o Alviverde com 45 pontos e agora está longe da zona de classificação. O próximo desafio será sábado, às 16h30, contra o Boa Esporte, fora de casa.

Jogo com cara de decisão e as duas equipes colocaram seus trunfos em campo. Ofensivo e com intenção de trabalhar a bola pelos lados do campo, o Guarani tentava abastecer Bruno Mendes de todo e qualquer jeito. O Avaí por sua vez, apostava na velocidade e eficiência dos cruzamentos do lateral-esquerdo Capa e os passes de Rodrigão. Foi um outro expediente utilizado para abrir o marcador aos 11min. Rodrigão acionou Renato, eficiente para ajeitar de cabeça para Getúlio. O camisa 99 tem o trabalho de empurrar a bola para o fundo do gol e abrir o placar, apesar da tentativa desesperada de Agenor de defesa.

Pane. Falta de sintonia. O Guarani ficou submetido ao oponente e o segundo gol parecia questão de tempo.  Tanto que Getúlio quase aproveitou cruzamento de Capa para ampliar.

Quando o sufoco era evidente, uma equipe bem treinada apela a bola parada. Aos 40min, Matheus Oliveira levantou, o zagueiro Phillipe Maia antecipou-se aos zagueiros adversários e deixou tudo igual.

O segundo tempo exibiu um Guarani mais determinado e variante nas jogadas e cujo instante ápice foi aos 17min, em cruzamento que encontrou Bruno Mendes e cuja conclusão foi no travessão; no rebote Matheus Oliveira encheu o pé e Betão bloqueou.

O que ninguém imaginava é que um erro individual mudaria o rumo da partida. De modo despretensioso, Kevin quis atravessar a bola no meio-campo aos 18min e deixou nos pés de Rodrigão que, como autêntico armador, deixou na cara do gol para Renato completar e retomar o placar. Quatro minutos depois, Getúlio puxou o contra-ataque, passou pela zaga e só não fez o terceiro porque a conclusão passou rente a trave.

Atordoado e protagonista de muitos erros, o terceiro gol quase foi entregue de bandeja aos 26min. Getulio puxou a bola, entrou em velocidade na área central e aproveitou a indecisão de Phillpe Maia para entrar na área e ser derrubado pelo goleiro Agenor. Na cobrança do pênalti, Renato chutou fora.

O Guarani tentou reagir por intermédio de uma defesa que parou nas mãos do goleiro do time catarinense e deixou claro que o acesso no Brinco de Ouro ficou distante.

 

FICHA DO JOGO

 

GUARANI

Agenor; Kevin (Rafael Longuine), Philipe Maia, Fabrício e Pará; Willian Oliveira e Ricardinho; Matheus Oliveira, Rondinelly (Marcão) e Matheus Anjos (Caíque); Bruno Mendes. Técnico: Umberto Louzer

 

AVAÍ

Kozlinzki, Guga, Betão, Aírton e Capa (Igor Fernandes); Judson, Matheus Barbosa, Renato, Pedro Castro (Marquinhos Silva) e Getúlio (Jones Carioca); Rodrigão. Técnico: Geninho

 

Gols: Getúlio aos 11min e Phillipe Maia aos 40 minutos do primeiro tempo; Renato aos 18 minutos do segundo tempo

Público: 5.111

Renda: R$ 58.388,00.

Cartões Amarelos: Capa, Igor Fernandes, Matheus Barbosa, Renato Getúlio

Juiz: Rodrigo Batista Raposo

Horário: 16h30

Local: Estádio Brinco de Ouro, em Campinas

 

Veja Também

Guarani desmonta estrutura do departamento de futebol e anuncia demissão de Louzer

Com duas partidas para realizar na Série B do Campeonato Brasileiro, o Conselheiro de Administração ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *