Ex-presidente do Guarani, Álvaro Negrão encaminha ação judicial para receber empréstimos feitos ao clube

3
1.894 views

Ex-presidente do Guarani entre 2013 e 2014, o empresário Álvaro Negrão entrou no dia 16 de maio deste ano na Justiça Comum com um pedido de execução de embargos junto ao clube e que pede o pagamento da quantia de R$ 1.506.389, 90 referente ao valor que ele investiu na agremiação para pagamento de compromissos administrativos, como quitação de dividas  a fornecedores e salários de funcionários e jogadores.

A ação tramita na Segunda Vara Cível de Campinas e o clube já foi notificado a apresentar a sua defesa em 15 dias. “Recebo os embargos apresentados pelo devedor sem efeito suspensivo, pois, no caso presente, o prosseguimento da execução não acarreta risco de causar ao executado dano grave e de difícil ou incerta reparação. Em quinze dias, manifeste-se o embargado (Guarani). Certifique a Serventia nos autos de Execução. Intimem-se”, afirma o despacho presente no sistema eletrônico da Justiça.

Em contato com a reportagem do Só Dérbi, o ex-dirigente deu a seguinte explicação que reproduzimos na íntegra: “Tivemos que ajuizar para evitar a prescrição. Estou disposto a reduzir juros e multas e ainda parcelar. Ou seja, vou continuar a ajudar o Guarani e jamais prejudicar o Guarani. Se for escrever algo, deixe isso bem claro. Eu esperei até o último minuto para entrar com as ações”, disse o ex-presidente.

Apesar de não exercer nenhum cargo eletivo no Guarani, Álvaro Negrão ainda tem influencia na política do clube e apoiou a chapa liderada por Palmeron Mendes Filho antes da suspensão da eleição do Conselho Deliberativo.

(Elias Aredes Junior)

3 Comentários

  1. Certíssimo porque ao que parece vc é um dos poucos administradores de clubes de futebol que sofreu prejuízos inclusive com relação à sua vida profissional. Ruyrillo Pedro de Magalhães

Deixe Um Comentário