Fumagalli, o jogador, é homenageado pela Câmara Municipal. Que isto sirva de inspiração para Fumagalli, o dirigente

0
188 views

Vamos esquecer por um instante o dirigente José Fernando Fumagalli. Suas trapalhadas como dirigente, a ausências de entrevistas coletivas de modo mais constante não podem esconder a importância da homenagem feita pela Camara Municipal de Campinas na terça-feira, quando recebeu o diploma de mérito esportivo Sérgio José Salvucci.

Os números no gramado explicam tudo. Nascido em 1977 em Monte Alto (SP), Fumagalli iniciou sua carreira na Ferroviária e passou por vários clubes, como Santos, Corinthians, Fortaleza, Sport, Vasco da Gama, América (SP), Santo André e Marília. No Guarani jogou entre 2000 e 2001 e entre 2012 e 2018. Fumagalli disputou 307 jogos, nos quais fez 90 gols. Hoje, faz parte do corpo de diretores de futebol do time.

Pode não ter sido o melhor que vestiu a camisa do Guarani. O colunista considera que o cetro deveria ser entregue a Jorge Mendonça.

Mesmo assim, a condição de ídolo de Fumagalli é incontestável. Carregou a equipe nas costas em um período sombrio e sem perspectiva, que foi de 2012 a 2015. E participou das ultimas conquistas relevantes, o vice-campeonato brasileiro da terceirona em 2016 e campeão da Série A-2 em 2018. Na comemoração do centenário do dérbi, a sua cobrança de pênalti assegurou o empate.

Fumagalli foi protagonista ainda da maior virada bugrina neste século. Após perder de 4 a 0 nos 90 minutos iniciais, a goleada por 6 a 0 sobre o ABC no Brinco de Ouro teve o então camisa 10  bugrino em estado de gala.

Que o diploma concedido sirva para que o agora se inspire e mostre um trabalho mais qualificado de agora em diante nos gabinetes.

(Elias Aredes Junior)

Deixe Um Comentário