sábado , 15 dezembro 2018
Home / Guarani / Futebol campineiro chora a morte de Nicanor de Carvalho

Futebol campineiro chora a morte de Nicanor de Carvalho

Pioneiro no desbravamento no futebol japonês e com passagens marcantes por Ponte Preta, Guarani e outros clubes do interior, o técnico Nicanor de Carvalho faleceu na tarde desta quarta-feira em Campinas aos 71 anos. Ele estava internado para tratar de problemas estomacais e acabou tendo um infarto. O velório começou as 21 horas desta quarta-feira e o enterro será em Leme, na quinta-feira.

Nicanor começou como jogador de futebol aos 17 anos na Internacional de Limeira e também por XV de Piracicaba, Ponte Preta, São Paulo, Ferroviária, Remo e Miami Toros. Na equipe norte-americana ele deixou os gramados em 1975, formando-se em Educação Física  e dois anos depois fez parte da Comissão Técnica que levou ao vice-campeonato paulista de 1977.

Como treinador, atuou como técnico da Macaca entre 1988 e 1989 e posteriormente dirigiu o Guarani em 1995.

Posteriormente, desbravou o Oriente quando atuou como técnico no Fujita FC (1991-93), Bellmare Hiratsuka – atual Shonan Bellmare (1994-95), Kashiwa Reysol (1997-98) e Verdy Kawasaki.

Seus últimos clubes foram o Botafogo de Ribeirão Preto (2002), o Rio Branco de Americana (2003) e o Bragantino (2006).

(Elias Aredes Junior)

Veja Também

Uma pergunta que não quer calar: Abdalla administra para Ponte Preta ou Vanderlei Pereira? Entenda os motivos.

Na atual temporada, a Ponte Preta viveu um constante terremoto político. Sérgio Carnielli entrou em ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *