Michel Alves apostou em Daniel Paulista e por enquanto fatura a vitória. Mas o que é bom pode ser ainda melhor

0
480 views

Se o Guarani por enquanto faz uma boa campanha na Série B do Campeonato Brasileiro, a digital de Michel Alves não pode ser ignorada. Contra tudo e todos, o ex-goleiro foi um dos avalistas da contratação de Daniel Paulista, que neste momento agrada ao torcedor por sua postura ofensiva.

Fatos não podem ser esquecidos para que a avaliação seja correta. Michel Alves paga o preço por ser novato na profissão. Afinal, é o segundo clube no qual é o responsável pelo futebol. O primeiro foi o Cuiabá.

Uma qualidade deve ser ressaltada: nunca desviou do perfil de treinador que deseja: estudioso, jovem e capaz de trabalhar com elencos baratos. Atuou ao lado de Thiago Carpini e depois apostou em Ricardo Catalá, Felipe Conceição, Allan Aal e agora com Daniel Paulista. Você pode adorar um, detestar outro. Mas a linha é mantida. Não é pouco.

O que falta para o ser trabalho ser pleno? Por que uma parte da torcida torce o nariz? Tudo pode ser resumido em uma palavra: legado. Michel faz um trabalho excelente sob o ponto de vista do curto prazo.

Monta equipes para durar um, no máximo, dois anos e busca colocações intermediárias. Com uma folha de pagamento pressionada a quitar rescisões de anos anteriores e ainda deixar em dia os atletas contratados. Faz milagres.

O trabalho dele ficará completo a partir do momento que as pessoas sentirem que ele ajuda a construir o futuro do Guarani. Sei e reconheço as dificuldades vividas em  competições de categorias de base nestes tempos de pandemia. Fato. Só que também é verdade que nunca mais o Guarani se dispôs a formar novos treinadores, sejam eles iniciados nas categorias de base ou como auxiliar do time profissional.

O ideal seria que o clube implantasse uma filosofia em que não precisasse mais ir ao mercado e sim que o técnico estivesse disponível.

Umberto Louzer e Thiago Carpini estão presentes no mercado para comprovar a validade da metodologia. Sobrecarregado? Com muitas tarefas para serem cumpridas? Verdade absoluta. Isso não nos exime de apontar aquilo que pode ser aprimorado. No fundo, no fundo, Michel Alves deve saber que ele pode  melhorar seu rendimento.

(Elias Aredes Junior-foto de Marcos Ortiz-GuaraniFC-Divulgação)