Nova Liga vai convidar clubes da Série B: Ponte Preta e Guarani vão perder o bonde da história?

0
593 views

Neste instante de virada do futebol brasileiro, o mínimo que se espera das direções de Ponte Preta e Guarani é que sejam pró ativos. Não deixam para depois a tomada de atitudes de maneira obvia. Em entrevista ao portal Globo Esporte.com o presidente do Bahia, Guilherme Belintani confirmou o teor do comunicado enviado a CBF, com o desejo de construir uma liga de clubes e o convite formulado aos integrantes da Série B.

Diante disso, dois pontos devem ser observados. O primeiro é que nunca uma Série B foi tão importante como a atual edição. Não somente pela presença de Botafogo, Cruzeiro e Vasco, mas também pelo fato de que um rebaixamento a terceira divisão deixa a equipe automaticamente fora desta nova formulação do futebol brasileiro.

Uma nova liga não quer dizer apenas a construção de um campeonato de acordo com a vontade dos clubes. A formação da liga é, antes de tudo, uma tentativa de negociar em conjunto os direitos de transmissão ou construir parâmetros mínimos para que todos saiam em vantagem. Se clubes da Série B estão sendo convidados, é a emissão de um sinal de que, mesmo que não sente na mesa para negociar, a nova Liga tentará direcionar um olhar diferente para uma competição que é uma porta de entrada para a elite do futebol. Ou seja, Ponte Preta e Guarani recusarem um convite para fazerem parte do novo empreendimento do futebol brasileiro é passaporte para mais dias de sofrimento.

Em contato com o Só Derbi, o presidente da Ponte Preta, Sebastião Arcanjo, afirmou que prefere esperar pelos acontecimentos. “A Ponte Preta está acompanhando o debate, como observadora, mas ainda não tem uma posição definitiva sobre o tema”, disse. O presidente do Guarani, Ricardo Moisés não tinha respondido até a publicação deste texto. Assim que sua resposta for encaminhada, o texto será atualizado.

Independente da posição, algo é certo: a reconstrução completa do futebol campineiro passa pela integração a futura liga e ao debate desde novo futebol brasileiro.

(Elias Aredes Junior- Foto Divulgação CBF)