O que o Guarani precisa fazer para virar o turno em definitivo fora do Z-4? O Só Dérbi responde para você

0
287 views

O Guarani entra na reta final do turno inicial da Série B do Campeonato Brasileiro e precisa somar pontos nos jogos fora de contra Vitória (BA) e Juventude e receberá o Avaí no Brinco de Ouro.

Para que o segundo turno seja disputado com tranquilidade o planejamento é requisito básico. Afinal, quantos pontos são necessários para continuar longe do Z-4?

Ao se levar em contar os anos que o time disputou a segundona nacional após o retorno, uma previsão certeira é difícil. Em 2017, o Santa Cruz virou o turno na 16ª colocação com 23 pontos. No ano seguinte, o Brasil de Pelotas ficou com 21 pontos e com a primeira vaga fora do Z-4.

Em 2019, enquanto o Guarani amargava a lanterna com 16 pontos, o Vitória somou 20 pontos e respirou.

Para atingir o patamar mínimo de 20 pontos, o Guarani teria que acumular quatro pontos nas rodadas decisivas. O retrospecto recente do Alviverde nas três rodadas finais dá esperança? Não há como saber. Em 2017, o Guarani acumulou três derrotas para Londrina ( 2 a 3), Luverdense ( 0 a 1) e Internacional (0 a 2), sendo que apenas o confronto contra a equipe mato-grossense foi fora de Campinas.

No ano seguinte, o retrospecto melhorou. Sob o comando de Umberto Louzer, o Alviverde perdeu do Paysandu ( 1 a 0) mas ganhou de Londrina e Brasil de Pelotas, ambas pelo placar de 2 a 1.

No ano passado, com Thiago Carpini no banco de reservas, o Guarani perdeu de Operário (0 a 1) e América Mineiro (2 a 3) e venceu o Londrina (1 a 0). Veremos o que acontecerá com Felipe Conceição em 2020.

(Elias Aredes Junior)