Palmeron diz por que propostas de cogestão agradam Conselho Deliberativo bugrino

0
868 views

Prestes a ter início, o mês de agosto deve ser o mais importante dos últimos anos para o Guarani Futebol Clube. No próximo dia 13, data de 40 anos do título brasileiro, os sócios do clube vão decidir, em assembleia, qual será o futuro do futebol do clube.

Com três propostas em mãos para a cogestão, o que mais agrada o Conselho Deliberativo, segundo o presidente Palmeron Mendes Filho, é a possibilidade de compará-las e definir qual é a mais vantajosa. Vale destacar que os bugrinos podem optar entre três caminhos: gerência total por parte da instituição, proposta A (Nenê Zini, Grupo Rima, Traffic e Elenko Sports) e proposta B (Magnum e ASA Alumínios).

“O que nos deixa satisfeito é a capacidade de oferecer chances de comparação. O importante é ter conseguido levar aos sócios a oportunidade de escolha, mostrando que o nosso futebol é forte e que o trabalho realizado pelo Conselho de Administração é mais reconhecido. Eu tenho a minha preferência, mas na qualidade de presidente do Conselho Fiscal, não é justo puxar para um lado. A ideia é aquela que for da maioria da coletividade bugrina. Vamos dar chances para os dois candidatos defenderem a sua proposta, mas sem emitir juízo de valor. Em nome do Guarani, vamos demonstrar, com números e fatos, a situação da permanência do clube gerir o futebol sozinho. Independente do que for escolhido, sairemos fortes desse processo”, garantiu o mandatário, em entrevista à Rádio Bandeirantes de Campinas.

Clique aqui e confira mais notícias da cogestão do futebol alviverde.

(texto e reportagem: Lucas Rossafa/foto: Guarani Press)