Ponte Preta: do sonho do acesso ao pesadelo que já dura nove rodadas. Até quando?

1
253 views

Sob o comando do técnico Gilson Kleina, a Ponte Preta viveu um desmanche do sonho do acesso à divisão de elite. Quando venceu o Londrina por 3 a 1, no estádio Moisés Lucarelli, no dia 08 de outubro, a Macaca chegou aos 38 pontos, cravou a nona posição e ficou a três pontos do Coritiba, que na época ocupava a quarta posição.

Nos 39 dias seguidos, até a derrota para o CRBH um pesadelo foi vivido no Majestoso. A Macaca somou seis empates e derrotas para Vitória (BA), Figueirense e CRB. Comemorou timidamente igualdades contra o Bragantino e Guarani. Um por ser o campeão da segundona e o segundo pela rivalidade envolvida no clássico.

No jejum de nove partidas, a Macaca marcou cinco gols e sofreu 10. Agora, luta para evitar cravar a sua pior campanha na história da Série B. Por enquanto, a marca pertence a temporada de 2010, quando o time terminou na 14ª posição com 48 pontos.

(Elias Aredes Junior)

1 Comentário

  1. Kleina “perdeu” o vestiário, há um bom tempo que ninguém soa a camisa por ele e muito menos pela Ponte. Nesse momento o time está desconectado do seu treinador e da diretoria, muitos ali só estão entrando em campo por obrigação contratual. Caso se confirme a manutenção do Kleina pra 2020, muitos pedirão o boné e sairão na primeira proposta que tiverem, ainda que seja desejo da Ponte continuar com o atleta. O que Tiãozinho vai fazer a respeito disso?? Muito provavelmente nada e se perguntado, primeiro vai pedir ao rei permissão pra poder falar e depois vai terceirizar o problema, ou seja, jogar toda a culpa no Abdalla.

Deixe Um Comentário