domingo , 20 janeiro 2019
Home / Destaque / Ponte Preta e uma análise sobre uma hipotética escalação para o começo de Paulistão

Ponte Preta e uma análise sobre uma hipotética escalação para o começo de Paulistão

Com a proximidade do inicio do Campeonato Paulista, a Ponte Preta busca jogadores para finalizar a montagem do elenco, o que no fundo será o alicerce para a Copa do Brasil e principalmente da Série B do Campeonato Brasileiro.

Mazola Junior é um treinador focado em montar bons sistemas defensivos e com ênfase na disciplina tática de seus atletas. Antes dos treinos serem intensificados, o time poderia ter a hipotética formação de:

Ivan; Diego Renan, Renan Fonseca, Reginaldo e Giovanni; Edson, Mantuan, Matheus Vargas (Fernando Gabriel, que entrou na pauta) e Tiago Real; Hugo Cabral e Talles.

Nesta formação , a Macaca teria em primeiro lugar dois laterais com boa capacidade de armação e com respaldo de Edson e Mantuan, capazes de fechar os espaços pelos lados. Dali para frente, existe uma dúvida: Tiago Real poderia ser tanto o armador como uma espécie de terceiro volante para qualificar o passe. Não desprezo a sua boa reta final na Série B do ano passado, mas Matheus Vargas está em patamar inferior a Fernando Gabriel, que caso seja contratado, o time ganha um jogador dotado de ótimo controle de bola e de visão de jogo, o que acrescentaria demais.

Quanto a formação do ataque, de certa forma seriam sustentadas parte das características do ano passado. Apesar de contar com algumas limitações, Talles tem volúpia, força e velocidade. Ideal para jogos longe de Campinas em que a Ponte Preta terá que puxar o contra-ataque pelos lados enquanto que Hugo Cabral tem mais presença de área do que André Luiz.

Um acréscimo de força e disposição, com talento e um time mais tarimbado, o que destoa do ano passado quando a aposta foi em uma equipe mais jovem. A formação que ganhou do Corinthians por 1 a 0 foi de: Ivan; Emerson, Renan Fonseca, Luan Peres e Jeferson; Marquinhos, Tiago Real, Felipe Saraiva, Leo Melo e Silvinho; Felipe Cardoso. Evoluiu? Acho que sim.

(análise feita por Elias Aredes Junior)

Veja Também

Mazola coloca superação como palavra chave para vencer Oeste

O técnico da Ponte Preta, Mazola Junior, resolveu não divulgar a escalação antes do jogo ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *