Ponte Preta: Gustavo Valio concede explicações sobre requerimento

0
733 views

A redação  do Só Dérbi recebeu o seguinte texto do diretor financeiro da Ponte Preta, Gustavo Valio, e publicamos neste post na integra. Confira:

“Em resposta a matéria “Diretoria Executiva da Ponte Preta não responde requerimento de conselheiro sobre planejamento. Um pecado que deveria ser evitado”, tenho as seguintes considerações a fazer:
A mesa do conselho realizou varios requerimentos (B.O. realizado na época das eleições, procedimento do Sr. Márcio Dellavolpe e o planejamento requerido pelo Dr. Pedro Maciel), a Ponte através do Departamento Juridico (Dr. Giuliano Guerreiro Diretor do Departamento Juridico), respondeu aos requerimentos realizados quanto ao Boletim de Ocorrência realizado na época das eleições e do procedimento administrativo realizado em sede de diretoria executiva em face do ex-presidente Sr. Márcio Dellavolpe e quanto aos planos requeridos pelo vice presidente do conselho Dr. Pedro Maciel foi requerido uma dilação de prazo, pois tal requerimento foi realizado numa época conturbada (tanto dentro de campo, como fora, com a aprovação do Balanço), contudo, independente de não ter sido apresentado ainda o plano de administração da AAPP, gostaria de enaltecer que o mesmo está previsto no estatuto e já foi apresentado ao conselho quando da aprovação do Orçamento!
Ali estão os valores necessários e os meios pretendidos para obtenção dos recursos, sendo certo que no caso de impossibilidade de aquisição de tal recurso pelo meio eleito (exemplo: Copa do Brasil), outras soluções serão buscadas, como a venda de jogadores e novos patrocinadores.
Em respeito ao nobre conselheiro e vice presidente do conselho deliberativo da AAPP Dr. Pedro Maciel e também a todo o conselho, órgão máximo da nossa agremiação, tal resposta será apresentada com maiores detalhes e dentro do prazo solicitado.
A prioridade do clube hoje é a readequação da atual estrutura, de acordo com a atual arrecadação e o planejamento para o campeonato da série B, onde o acesso será uma prioridade!”

CONTINUA APÓS A PROPAGANDA

 

 

Deixe Um Comentário