Possível retorno de Medina dá novo ânimo ao marketing do Guarani, mas acordo depende do treinador

0
447 views

A possível volta de Medina ao Guarani dá novo fôlego ao clube em negociações comerciais. Sem garoto-propaganda desde a saída de Flávio Caça-Rato – pois Fumagalli adota um estilo mais discreto -, o novo retorno do destaque do dérbi de 2012 dá argumentos para que o departamento de marketing se programe para 2018. A volta de Medina, no entanto, depende da aprovação de Fernando Diniz.

Medina ganhou popularidade no Guarani por marcar dois dos seus quatro gols em 2012 no dérbi contra a Ponte Preta, pela semifinal do Paulistão. Saiu da equipe em 2013 para atuar no Mirassol e voltou ao Brinco de Ouro um ano depois, mas as constantes lesões atrapalharam na sequência da carreira. Em 2015, enfrentou problema com doping e ficou sem jogar.

O meia de 27 anos está disposto a voltar ao Brasil após passagem de 18 meses pelo Potros, do México. Em contato com a reportagem, Medina destacou que a aprovação depende de Fernando Diniz. “Eu fui oferecido ao Guarani, mas o presidente ainda terá uma reunião com o treinador. Está nas mãos dele”, explicou.

A ideia da diretoria é recontratar Medina justamente pela volta do dérbi depois de quatro temporadas. O meia atuou recentemente em duas oportunidades pela Série A2 e seria peça para compor o elenco de Fernando Diniz. O plano do presidente Palmeron é encaixar o atleta na lista de ‘presentes de Natal’ prometida para a próxima semana. Em contato recente, o dirigente bugrino despistou se Medina estaria negociando com a equipe.

(texto e reportagem: Júlio Nascimento)

Deixe Um Comentário