Prefeitura dá nova chance para análise de projeto da Arena Ponte Preta e escancara crise entre os poderes do clube

3
616 views

Para atender a um pedido do presidente de honra, Sérgio Carnielli, do presidente do Conselho Deliberativo da Ponte Preta, Tagino Alves dos Santos e do vice-presidente do Conselho, Pedro Maciel Neto e do vice-presidente Sebastião Arcanjo, o Tiãozinho, o prefeito de Campinas, Jonas Donizete (PSB) e secretários os integrantes do Grupo de Análise de Projetos Especificos (GAFE) cancelou o parecer que indeferia o projeto de construção de uma e de um complexo imobiliário no local em que se encontra o Centro de Treinamento do Jardim Eulina.

Na resolução publicada na página 02 na edição desta segunda-feira do Diário Oficial do Municipio (DOM) os componentes do GAPE estipulam uma série de tarefas ao clube pontepretano. “(…) Concedemos o prazo de 15 dias para que a agremiação tome oficialmente ciência de todos os apontamentos realizados pelo grupo e se manifeste nos autos (…)”, disse o trecho do documento.

Um novo conflito pode ser estabelecido. Integrantes da mesa do Conselho Deliberativo entendem que o órgão está acima da diretoria executiva, pois esta só é formada por indicação dos conselheiros.

A diretoria executiva, por sua vez, tem uma visão contrária. Considera que todo e qualquer projeto só pode ser conduzido pelos diretores e que o Conselho Deliberativo não pode conduzir o tema.

Em contato com a reportagem do Só Derbi, o presidente do Conselho Deliberativo, Tagino Alves dos Santos, considera que o processo está sob a condução do órgão que preside. “O assunto está tramitando pelo Conselho Deliberativo. O Conselho nomeou uma comissão para poder fazer esses estudos. Não existe nada de contrato, de compromissos que necessitem de assinaturas e que avancem na questão de compromisso. Toda vez que for necessário o Conselho vai articular direto com o executivo para dar o avanço necessário. No momento, são só estudos. A Comissão deverá acompanhar esses estudos e depois reportar ao Conselho (Deliberativo) o andamento da questão”, afirmou Tagino.

A diretoria executiva da Ponte Preta, disse por intermédio da assessoria de imprensa que “não tem a intenção de se manifestar perante à prefeitura, mesmo porque, ainda que quisesse fazê-lo, de acordo com a resolução 19 do Conselho Deliberativo estão suspensas toda s as decisões e procedimentos da Diretoria Executiva em relação ao Projeto Arena até a próxima reunião do órgão, que ainda não ocorreu”, arrematou.

( Elias Aredes Junior)

3 Comentários

  1. A vaidade vai destruir a Associação Atlética Ponte Preta, uma puta oportunidade de unir forças e insistem e ser inimigos, não dou razão para nenhum dos lados, muito pelo contrário, ambos só querem o PODER, não o bem da instituição.

  2. Seria de bom tom, caso sejam aprovadas as obras, que mantivessem intactos o bosque com as árvores, que abrigam animais como, tucanos, macacos 🐒 e vários pássaros. Pôde-se fazer o projeto? sem acabar com a natureza!
    Caso contrário, que esses animais sejam retirados com vida, e levados para reservas, onde sejam mantidos a salvo.
    Gostaria de saber tambem se para a execução dessa obra haverá desapropriação de casas no entorno.

Deixe Um Comentário