Quem colocará o Guarani no rumo da manutenção na Série B?

0
560 views

Não existe um só torcedor do Guarani que não esteja preocupado. Para ser mais exato: desesperado. A campanha na Série B é horrível, o futebol jogado é deprimente, a fragilidade no gramado é acachapante e não há perspectiva de melhoria a curto prazo.

Por um motivo: a janela de transferências só será aberta no dia 10 de julho. Até lá, são com esses jogadores que o Guarani terá que se virar. E acumular vitórias para sair da zona de rebaixamento. Convenhamos: missão dificílima.

Culpa do técnico Júnior Rocha? Algumas decisões do treinador são contestáveis e levantam mais dúvidas do que esperança. Ele está abaixo do padrão histórico do Guarani? Decepcionou? Tudo isso é verdade. Só que a pergunta nunca pode ser perdida de vista: quem montou? Quem contratou o elenco?

Em entrevista a Rádio Brasil Campinas, no começo do ano, o ex-técnico Umberto Louzer, hoje na Chapecoense, disse na ocasião que o elenco foi montado por Juliano Camargo, Ricardo Moisés e André Marconatto.

Eles devem ser cobrados? Com certeza. Não podemos esquecer, no entanto, as pessoas dentro da estrutura de poder que respaldaram esse cenário: Conselho de Administração, Conselho Deliberativo e conselheiros.

Eles deveriam buscar uma saída? Concordo. Só existe um problema: pelos gestos e fatos gerados dá para chegar a conclusão de que eles não têm a mínima noção do que precisam fazer para tirar o Guarani deste atoleiro. Que tristeza.

(Elias Aredes Junior-com foto de Giuliano Abrahão/GuaraniFC)