Lucca, um ótimo protagonista a procura de bons coadjuvantes na Ponte Preta

0
348 views

Lucca é sinônimo de gol na Ponte Preta. Já marcou oito. Tudo passa por seus pés. Na reta final do Campeonato Paulista, a sua retirada por lesão prejudicou os planos da Comissão Técnica. Com ele em campo, certamente as chances de permanência seriam maiores.

No dérbi 203, Lucca não foi acionado. Sofreu forte marcação. No final, o saldo negativo: a Ponte Preta deu pouquissimos chutes a gol. Uma relação custo-benefício altamente benéfica para a Macaca. E entenda: estamos falando de um jogador de 32 anos. Ou seja, demonstra boa produção mesmo em uma época da carreira em que poderia encontrar-se em declínio.

Nem tudo são flores. Não há lado positivo infinito. É preciso discutir também até que ponto essa dependência é salutar. E quando proponho a discussão é para o bem do próprio Lucca. Porque ser responsável pela maioria dos gols de uma equipe de alto rendimento também produz uma carga emocional abissal. A pressão alcança niveis insuportaveis.

Lucca paga o preço da Macaca não contar ainda com um meia armador de qualidade e que saiba chegar na area para concluir. Lucca sente o efeito colateral de um meio-campo ótimo na marcação, compactação, na execução do passe curto, mas que é incapaz de aparecer como elemento surpresa na grande área.

O atacante pontepretano ainda precisa suportar a inaptidão de Danilo Gomes e de Echaporã para balançar as redes. A alvinegra é uma equipe de cobertor curto.

Qual a solução?Quem sou eu na fila do pão para aconselhar Hélio dos Anjos, um profissional tarimbado no mundo da bola e que sabe examente o que pretende explorar da Ponte Preta. Tem seu estilo de jogo e filosofia para as 38 rodadas da Série B. Arrisco a dizer que a dependência de Lucca é algo calculado, com a apuração das consequências positivas e negativas.

No entanto, considero que em tal conjuntura, o jeito é trabalhar ainda mais as jogadas de bola parada para aproveitamento dos zagueiros e a enfase nas jogadas de um contra um para proporcionar maiores chances aos atacantes coadjuvantes.

Buscar alternativas não é deixar de reconhecer o talento de Lucca. Pelo contrário. Mas um protagonista eficiencia precisa de coadjuvantes colaborativos. Caso contrário, tudo pode ir por água abaixo.